O musico paranaense Vadeco – da banda curitibana Vadeco e os Astronautas – se apresenta na próxima segunda-feira (24), às 19h, no Espaço Arte e Cultura Brasil Telecom.

Em sua quarta edição, o projeto Conversa que Toca já teve a participação dos músicos Arrigo Barnabé, Carlos Careqa, Rogéria Holtz e Cris Lemos. A concepção e curadoria são do contrabaixista Glauco Solter.  Para Solter, o Conversa Que Toca é uma evolução do projeto CD Comentado, desenvolvido ano passado na Brasil Telecom. ”É um convite para ouvir, conhecer e debater os trabalhos de importantes músicos e grupos paranaenses”, afirma. As  apresentações são “temperadas” por conversas sobre a vida e a obra desses artistas.  O Espaço Arte e Cultura da Brasil Telecom foi criado em junho de 2001 com o objetivo de fomentar e a divulgar a arte e a cultura paranaenses. De lá para cá, já foram realizados cerca de 100 eventos, com a presença de mais de 100 artistas e 25 mil visitantes. 

Vadeco 

Líder da banda Vadeco e os Astronautas, o músico paranaense Vadeco tem em sua discografia vários trabalhos como Skuba (1997); Gun Jah (1999); Lunnes (2000); Vadeco e Os Astronautas, demo (2000); participação na coletânea O som do Sul (2001); produção, arranjos e execução em Makoto (2001); participação na coletânea Lucky Strike (2001); participação no CD Raízes do Universo (2003); lançamento do CD OUM (2006), com a banda Vadeco e os Astronautas. Artista multifacetado, Vadeco tem também trabalhos na área do cinema e teatro. São dele as trilhas dos curtas-metragens O Poeta, direção de Paulo Munhoz (2001); IV Sacramento, direção de Kleber Primo (2002); Vontade, direção de Aluisio Barbosa e Paulo Munhoz (2004); e do longa de animação Brichos, direção de Paulo Munhoz. Com o mesmo diretor, realiza seu trabalho mais recente em cinema – Curitiba em busca da identidade perdida, curta-metragem em animação, de 2006. No teatro, atuou como músico e ator em Motion, espetáculo de dança-teatro de Carmen Jorge e direção de Mauricio Vogue. Compôs as trilhas de Circo com Ciência, Psicose 4h48, Sonho de Outono, Menos emergência (2007), em que assina também a direção musical; e Woyzeck (2007).  Teve seu trabalho reconhecido diversas vezes. Recebeu 5 prêmios Fun Gazeta do Povo por Skuba; Troféu Pinhão Melhor Trilha Curta 35/16mm no V Festival D Cine de Curitiba pela trilha do curta O Poeta; Prêmio Saul Trumpet como Melhor cantor MPB ( 2003); Troféu Gralha Azul de Composição Original para o espetáculo Circo com Ciência (2003) e o Troféu Cunha de Aço no IV Festival de Cinema de Maringá pela trilha sonora original, em 2007. Glauco Sölter 

Nasceu em Cascavel em 1969. Começou a tocar baixo elétrico e atuar profissionalmente em 1985. Em 1994, lança seu primeiro CD solo. É instrumentista, arranjador, compositor, produtor e diretor musical. Como baixista, já se apresentou no Brasil, Europa, Estados Unidos e África.

 

Atualmente toca com o grupo Na Tocaia, ao lado de Raul de Souza; acompanha Carlos Careqa e dirige o grupo-idéia Sinfonética Comunitária Flutuante. Atua ainda como professor do Conservatório de MPB de Curitiba e é o diretor artístico da Oficina de Música de Curitiba.

 

 

Serviço 

  • Conversa que Toca – Apresentação do músico paranaense Vadeco. Dia 24 de setembro de 2007, às 19 h.
  • Espaço Arte e Cultura Brasil Telecom (Av. Manoel Ribas, 115, Térreo, Mercês)
  • Ingresso social: 1 litro de leite longa vida
  • Informações pelo e-mail arte.cultura@brasiltelecom.com.br