Curitiba superou a meta da vacinação nacional contra a poliomielite, no sábado (25), com 98,4% de cobertura.

Curitiba superou a meta da vacinação nacional contra a poliomielite, no sábado (25), com 98,4% de cobertura. Mesmo assim, a Secretaria Municipal da Saúde decidiu prorrogar a campanha até 6 de setembro, para acompanhar decisão do governo estadual, já que em alguns municípios do Paraná o índice de crianças vacinadas ficou abaixo do estipulado pelo Ministério da Saúde.
A vacina continua disponível em todas as unidades de saúde, no horário normal de funcionamento das mesmas. "Com a prorrogação, pais que não levaram os filhos para vacinar no dia da campanha podem fazê-lo até 6 de setembro, em qualquer unidade de saúde", diz o vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, Luciano Ducci.
A meta da vacinação estipulada pelo Ministério da Saúde é imunizar no mínimo 95% das crianças de até cinco anos. Em Curitiba, foram vacinadas no dia 25 – segunda etapa da campanha – 120.629 das 122.573 crianças de até cinco anos (98,4%). Do total, 27.198 são menores de um ano. A capital também ultrapassou a meta na primeira fase da vacinação de 2007, em junho, quando a cobertura foi de 99%.
"É graças a respostas como essa por parte da população que Curitiba se diferencia por ter indicadores de saúde e seu sistema de atendimento reconhecido dentro e fora do Brasil", afirma Ducci. No sábado, foram instalados 313 postos de vacinação em pontos estratégicos da cidade, entre unidades de saúde, escolas, creches, terminais de ônibus e shoppings. Agora, no período de prorrogação, a vacina só poderá ser aplicada em unidades de saúde.