Um Novo Ensino Médio: Vinho novo em odres velhos?

435
pixabay.com

É quase unanimidade que o atual modelo de ensino médio não atende mais as necessidades dos jovens na atualidade. Nesse contexto vem a nova Base Nacional Comum Curricular e propõe, entre outros: foco nas novas competências e habilidades, conexão com a realidade, organização curricular por áreas, desconstrução das séries, não indica a lista de conteúdos, propõe Itinerários Formativos, entre outros. Isso confronta com o modelo ainda muito praticado em nosso país: foco em competências de repetir conteúdos, organização curricular por disciplinas, por séries e lista de conteúdos para passar. Assim, as reações foram e estão sendo as mais diversas.

O modelo proposto, como indicam os estudos sobre a educação necessária à contemporaneidade, está bastante bem alinhado. No entanto, a realidade da educação brasileira está ainda muito distante.

Que caminhos se apresentam? Pela experiência por mais de 30 anos praticando essa concepção que agora emerge e pelos estudos que temos realizado sobre a implantação da nova BNCC, propomos:
1. Revisão profunda da formação inicial e continuada dos professores
2. Realinhamento urgente dos projetos pedagógicos e dos planos curriculares das escolas que precisam estar conectados com a realidade vivida pelos estudantes fora da escola
3. Alinhar os materiais didáticos
4. Implantar gradativamente as novas competências, a interdisciplinaridade e a integração das séries.
5. Promover formação continuada profunda e prática das novas concepções nas escolas.
Quem tiver interesse em trocar ideias sobre esse tema, colocamo-nos à disposição.
Vinho novo em odres velhos arrebenta os odres!

Profª Mª. Maristela Barcelos Castro
maristela.castro@inovaretec.com
Whats 41 991.991.330

Prof. Dr. Adelar Hengemühle
adelar.h@inovaretec.com
Whats 41 99222-1330