TST – Casa da Moeda vai levar proposta de acordo coletivo à equipe econômica do governo

341

Em audiência de conciliação conduzida nesta quarta-feira (20) pelo ministro Agra Belmonte, no Tribunal Superior do Trabalho, os representantes da Casa da Moeda do Brasil avançaram nas negociações do acordo coletivo de trabalho com o Sindicato Nacional dos Trabalhadores na Indústria Moedeira. Um dos pontos negociados é o reajuste salarial em duas etapas: 60% do INPC já em novembro e mais 60% do índice em janeiro.

A pretensão do relator é que o acordo tenha vigência de dois anos, tendo em vista que a data-base da categoria é 1º de janeiro. Segundo a empresa, os pontos negociados já foram avaliados pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) e serão, agora, submetidos à equipe econômica do governo federal.

No encerramento da audiência, o ministro elogiou a boa vontade das partes de encontrar uma situação consensual e os avanços obtidos nas negociações. Ficou acertado que, caso obtenha a concordância da equipe econômica, a empresa comunicará o sindicato, que levará a proposta à assembleia geral. Uma vez aceito o acordo, o ministro Agra Belmonte o homologará. Caso contrário, deverá ser marcada nova audiência, antes do encaminhamento do dissídio coletivo para julgamento.