Durante as temperaturas baixas é preciso manter a hidratação do corpo. Pixabay – banco de imagens

A chegada da estação mais fria do ano marca também os cuidados redobrados que se deve ter com a saúde no inverno. O risco de se contrair infecções respiratórias – a circulação de vírus em temperaturas mais baixas aumenta – é maior em pacientes oncológicos, que são mais suscetíveis a esse tipo de doença devido à baixa imunidade que o tratamento pode causar. Além disso, por causa do frio, a tendência é manter a casa mais fechada, o que é um erro: é preciso manter a ventilação adequada nos ambientes domésticos a fim de fazer circular o ar.

As doenças respiratórias mais comuns nessa época são os resfriados, a gripe e algumas infecções bacterianas das vias aéreas como sinusite, pneumonia e a Covid-19. Neste caso, ao sair, as recomendações padrão são as mesmas já adotadas, ou seja, evitar aglomeração, fazer uso da máscara, do álcool em gel para a higienização das mãos.

O farmacêutico Rafael Fernandes, do Instituto de Oncologia do Paraná – IOP, alguns medicamentos quimioterápicos também podem aumentar a sensibilidade do paciente ao frio. “Pode haver formigamento e a sensação de pequenos choques nas mãos e nos pés. O importante é o paciente não parar com o tratamento, que é fundamental para sua recuperação”, sentencia.

Vale a recomendação para aliviar os sintomas: usar agasalhos quentes, luvas, meias e os famosos gorrinhos de lã, calçados mais fechados para proteger de impactos. Bebidas quentes, desde que toleradas, são bem-vindas e ajudam a aquecer.

Vacina da gripe

A vacina da gripe pode ser administrada em pacientes oncológicos. Ela previne durante um ano e apresenta poucos efeitos colaterais, como dor local, dores no corpo, dor de cabeça leve e febre baixa. “Não existe risco de o paciente pegar alguma infecção ou gripe por causa da vacina. Ela previne internação, complicações e mortalidade por essas complicações. É importante que todos sejam orientados quanto à vacina. Em caso de dúvidas, é melhor consultar seu médico oncologista. Um recado às pessoas que têm grave alergia ao ovo: não é recomendado que se tome a vacina”, aponta a oncologista clínica Caroline de Nadai Costa, do IOP.

Dicas para se cuidar durante o frio

Hidratação: as temperaturas baixas não são estimulantes ao consumo de líquido, por isso, é preciso se atentar para manter a hidratação do corpo.
Movimente-se: realizar atividades físicas é essencial para manter a saúde do corpo e, mais especificamente, das articulações que ficam mais prejudicadas com o frio. A recomendação é 30 minutos por dia, ou seja, 150 minutos durante a semana de exercícios físicos.
Aqueça-se: a circulação sanguínea pode piorar durante o período de inverno, por isso é importante manter os extremos do corpo muito bem aquecidos e protegidos.