A relação entre Arte e Matemática, Dança e Pintura. A Téssera Companhia de Dança apresenta o espetáculo Dança Mondrian durante o XI EBRAPEM.


O Encontro Brasileiro de Estudantes de Pós-graduação em Educação Matemática – na sexta-feira, 07 de setembro, às 18h30, no Hall do Prédio da Administração do Centro Politécnico.

Segundo Rafael Pacheco, diretor da Companhia, as obras de Piet Mondrian têm relação com a estética exata da Matemática. O espetáculo foi concebido dentro das operações básicas de soma, diminuição, multiplicação e divisão de movimentos, dentro de proporções matemáticas. A pintura transformada em projeto coreográfico associa-se à estética exata, tendo como resultado o desenho de linhas retas do corpo no espaço cênico.

Originalmente apresentado pelos alunos do Curso de Dança Moderna da UFPR, o espetáculo foi adaptado para os bailarinos da Téssera Companhia de Dança e para o evento. A direção do espetáculo é de Rafael Pacheco e as coreografias são de Helen de Aguiar e Juliana Virtuoso, baseadas na trilha sonora criada por César Sarti.

Museu de Arte da UFPR

Ainda como parte das atividades do XI EMBRAPEM, a exposição Espaço, Tempo, Estrutura, Abstração: Diálogos entre Arte e Matemática, que estabelece e ilustra os fundamentos da interdisciplinaridade entre as Artes Visuais e a Matemática ainda estará em cartaz no Museu de Arte da UFPR – MusA até o dia 08 de setembro. A entrada é gratuita e o horário de visitação de segunda a sexta-feira é das 9h00 às 18h00 e no sábado, das 9h00 ás 13h00 (inclusive no feriado).