-Tendência- EMPRESÁRIA JÉSSICA FERNANDES  INOVA EM COMUNICAÇÃO NO LITORAL PARANAENSE

676

 

Empresária Jéssica Fernandes: “O mundo mudou, a comunicação mudou e, nós  vamos continuar acompanhando essa mudança”

Muitos  veículos  têm inovado e crescido em audiência, com investimentos no jornalismo de crossmedia e em conformidade com as mudanças da área. Um desses projetos de inovação, no litoral paranaense, é o JB Litoral, uma multiplataforma de comunicação que nasceu há 3 anos, após a extinção do antigo Jornal dos Bairros do Litoral.

Em entrevista ao espaço BUSINESS WOMAN, a empresária Jéssica Fernandes  relata sobre a  ideia de encerrar as atividades do antigo jornal e apostar no jornalismo 3.0, que pesquisou sobre as transfigurações do setor e viu a necessidade de um canal de credibilidade, independente e atual para a região do Litoral do Paraná.

“Resolvemos deixar o Jornal dos Bairros do Litoral no passado e na história. Ele não existe mais! Agora, estamos mais focados em um jornalismo independente e de amplo e ótimo conteúdo, mas ainda mantemos um pouco da essência do jornalismo comunitário e investigativo, que preste serviço para as diferentes gerações que vivem nas sete cidades do litoral paranaense”, explica.

O JB Litoral, sob a gestão da empresária, conta com uma equipe jovem, diplomada, que acompanha essa nova fase do jornalismo e atua coletivamente. Para ajudar no projeto, Jéssica buscou a assessoria da “TIP – Performance de Mídia”, de Curitiba, empresa que presta serviço de consultoria em diferentes áreas de atuação em mídia. A jornalista Luiza Rampelotti assina o projeto, uma jovem dinâmica e com a essência profissional necessária. Hoje, a plataforma conta com a colaboração de seis jornalistas, que atuam diretamente ou indiretamente na redação.

“O jornalismo 3.0 requer uma nova linguagem, o chamado conceito split internet, que elabora um modelo editorial e de negócios baseado no jornalismo cidadão e em conteúdo relevante para usuários em geral e para pessoas que, até então, eram ignoradas pela mídia. Nossas referências são canais como a Revista Piauí, Nexo, Folha de São Paulo, The Guardian, entre outros, veículos que fazem um jornalismo de fôlego”, conta Jéssica.

O JB Litoral é uma multiplataforma que conta com um jornal impresso semanal, com média de 10 mil exemplares e 20 páginas, sendo o único que circula nas sete cidades do litoral paranaense. Além disso, é, também, um portal de notícias em formato de fácil leitura e acesso, e inclui canais digitais como redes sociais e newsletter, e projetos especiais que, na maioria das vezes, envolvem livemarketing.

Com relação aos projetos especiais, o JB Litoral conta com propostas em diferentes áreas, como portuária, de entretenimento, religiosa, para o comércio em geral, entre outras. “O mundo mudou, a comunicação mudou e, nós, do JB Litoral, vamos continuar acompanhando essa mudança. Por toda essa transformação, agradeço principalmente a minha equipe, que, apesar de jovem, tem compreendido nossa nova metodologia de trabalho e vestido a camisa do jornalismo 3.0. Seguimos em frente”, finaliza Jéssica Fernandes.

MARIA RITA DOS SANTOS É MISS PARANÁ 2020

Maria Rita, do município de Verê, ladeada por Raquel Azevedo, de Foz do Iguaçu e Laura Benites, de Curitiba

A jovem Maria Rita dos Santos, 18 anos, do município de Verê, foi eleita “Miss Paraná 2020”, durante evento realizado em Foz do Iguaçu. Com o patrocínio de Recanto Cataratas Thermas, Resort e Covention o concurso Miss Paraná 2020 foi realizado no último dia 24 de novembro (terça-feira) no centro de eventos do Recanto Cataratas. Em segundo lugar  foi eleita Raquel Azevedo de Foz do Iguaçu  e o terceiro lugar Laura Benites, de Curitiba.

O evento contou com a presença especial do General Joaquim Silva e Luna-Diretor da Itaipu Binacional. A promoção do concurso foi de  Danilo D ‘ Avila Eventos de Beleza coma  coordenação local da  Destaque-Marco Freire.

Verê é um município está localizado no  sudoeste do Paraná, a 4 km da margem oeste do Rio Chopim.  Fica próximo a  Dois Vizinhos e Francisco Beltrão, e distante 485  km    de Curitiba. O nome Verê vem do indígena caiguangue “Viry”, que foi um cacique dos índios de Guarapuava .  Na língua  caiguangue  quer dizer  “sempre, eternamente”. Segundo o censo do IBGE (2010) o município conta com 7.850 habitantes.

CONHECIMENTO E NEGÓCIOS  NO TURISMO 

Patrícia Albanez: “A participação híbrida (presencial e online) vai ampliar o alcance dos conteúdos”.

O Sebrae/PR e a Fecomércio PR terão um estande na 15ª edição do Festival das Cataratas, um dos maiores eventos do Brasil de gerações de negócios para a cadeia do turismo. O espaço combinará atrações presenciais e virtuais, com foco na promoção de micro e pequenas negócios do setor. O evento acontecerá de 2 e 4 de dezembro no Rafain Expocenter, em Foz do Iguaçu.

O estande terá dois espaços para que as empresas do setor possam apresentar suas soluções. A Arena Inova Turismo terá produtos e serviços ligados à inovação e à tecnologia. Já os empresários ligados a destinos, produtos e atrações turísticas se apresentarão na Arena Destinos e Experiências. Entre as tendências estão destinos ligados à natureza e bem-estar e com foco no mercado regional paranaense. Em torno de 30 empresários paranaenses deverão participar desses espaços, diretamente.“A participação híbrida (presencial e online) vai ampliar o alcance dos conteúdos. Acreditamos que o formato é uma forma democratizar as informações. Essa é uma tendência criada por conta do coronavírus e que pode se tornar permanente, mesmo após essa crise”, ressalta a coordenadora estadual de turismo do Sebrae/PR, Patrícia Albanez.

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NA CONTRATAÇÃO PROFISSIONAL

Mariana Dias, CEO e fundadora da HRTech Gupy : “conseguimos elencar em um ranking os candidatos com melhor perfil para suas vagas”

Com a missão de ajudar o Brasil neste processo de retomada e as contratações de profissionais, a  Gupy  – startup de recrutamento, seleção e admissão – acaba de registrar recorde de contratação em outubro, com crescimento de 400%, com 30 mil candidatos contratados, em relação a abril, em que apenas 6 mil vagas foram preenchidas, e a maioria das empresas congelaram os processos seletivos.

Mariana Dias criou a Gupy, startup líder em recrutamento, seleção e admissão com base em inteligência artificial no Brasil. Formada em Administração pela USP, Mariana tem especialização em Empreendedorismo e Inovação pela Universidade de Stanford. Começou sua carreira como trainee da Ambev, onde trabalhou por quatro anos e ocupou o cargo de Business Partner para a América Latina. É CEO e fundadora da HRTech Gupy, empresa que fundou em 2015 junto a três amigos. Sua startup torna mais eficiente o recrutamento e melhora a experiência de candidatos, gestores e profissionais da área de RH durante processos seletivos através de inteligência artificial. Com atuação em oito países, a plataforma da Gupy disponibiliza uma triagem de currículos que reduz 70% do tempo de esforço operacional. Por meio de inteligência artificial e machine learning, a HRtech consegue elencar em um ranking os candidatos com melhor perfil para suas vagas.

GAME “QUERO SER UM UNIVERSITÁRIO”

O projeto testa  conhecimentos e habilidades e oportunidade de ganhar uma bolsa de estudos

Divertir enquanto testa os seus conhecimentos e habilidades e, aliado a isso, ainda ter a oportunidade de ganhar uma bolsa de estudos integral para fazer uma graduação. Essa é a proposta do Game “Quero Ser um Universitário”, promovido pelas instituições de ensino superior Unisul, UniSociesc e Unicuritiba, que vai acontecer de 7 de dezembro a 30 de janeiro de 2021.

“Os games estão em todos os lugares, nos computadores e nas mãos dos jovens, em smartphones e tablets, e fazem parte da vida dos estudantes da era digital, então, por que não os trazer para a educação? O “Quero Ser um Universitário” aproveita o melhor dos games, que é estimular a capacidade de percepção do jogador, incentivar a tomada de decisão rápida, calcular riscos, gerenciar estratégias, aprendendo a lidar com erros e acertos, ao mesmo tempo em que gera aprendizado, trabalhando com um conteúdo voltado para o ENEM e o vestibular”, explica Carol Sarmento, Diretora Comercial e de Marketing da UniSociesc. Prazo de inscrição até 4/12/2020 pelo site queroseruniversitario.com.br.

A TRANSIÇÃO ALIMENTAR SAUDÁVEL

Chef Patrícia da Paz : “A transição de produtos industrializados para os naturais parece complicada, mas na verdade não é”.

Uma parcela da sociedade passou a adotar uma alimentação natural que inclui insumos integrais (grãos, farinha e pão), orgânicos (hortaliças, frutas e verduras), e gorduras boas (azeite, abacate e castanhas). A Chef Patrícia da Paz ( @chefpatriciadapaz ) explica: “A transição alimentar de produtos totalmente industrializados para os mais naturais pode parecer complicada, mas na verdade não é. Muitas pessoas podem pensar que as verduras e hortaliças não oferecem um sabor palatável como apresentado nos fast foods, mas com uma boa receita, esses alimentos se tornam super saborosos e ainda fazem bem ao corpo”. De acordo com a Chef, a  diferença entre esses tipos de alimentações é a participação, quando um indivíduo começa uma alimentação natural ele aprende sobre a comida, sobre suas propriedades e seus benefícios, então, o processo é ativo e constante.