Tecnologia para medir temperatura por biometria já em uso

408

A Montreal, uma das maiores empresas de TI do país, acaba de lançar uma solução pioneira na área de saúde. Trata-se de um sistema de medição de temperatura corporal por meio de biometria. A tecnologia permite identificar, logo na entrada de um hospital ou no acesso a ambientes corporativos ou residenciais, se uma pessoa está com febre através da leitura de seus dados biométricos faciais. O sistema é capaz de medir a temperatura a até 0,8m de distância e com precisão de 0,3°.
O mPassFever é uma importante ferramenta para evitar a contaminação por doenças infectocontagiosas. O sistema pode ser usado no processo de triagem de pacientes em unidades hospitalares. Ao mesmo tempo, é um instrumento a mais para garantir a segurança em locais de grande circulação, como fábricas, escritórios, prédios comerciais e residenciais ou mesmo escolas e supermercados. A medição de temperatura é feita sem qualquer contato físico e de maneira instantânea – leva, em média, menos de um segundo.
Entre as vantagens adicionais, o sistema funciona em ambientes externos com baixa ou excesso de iluminação e é capaz de identificar “caronas”, ou seja, se uma segunda pessoa tenta acessar simultaneamente um ambiente sem a devida medição. Funciona off-line, mas pode ser adaptado para montar bancos de dados externo. Elétrico, tem formato semelhante ao de um tablet, com sensor e painel para detecção. O equipamento já está em uso em prédios comerciais.
Com mais de 30 anos de experiência no mercado, a Montreal é uma das principais empresas de desenvolvimento e integração de soluções de TI do país e detentora de um dos maiores cadastros de dados biométricos da América Latina, com mais de 22 milhões de registros.

“O povo precisa entender melhor essa mistura partidária”

Para o advogado Cleverson Marinho Teixeira, “O Bolsonaro está quase entrando em desespero e o povo brasileiro também. As contas públicas são um gravíssimo problema. As eleições da presidência da Câmara e do Senado são fundamentais às necessárias reformas que o Brasil urgentemente necessita. São os remédios a tomar. Como nos manifestarmos ? “
Para Cleverson “O povo precisa entender melhor essa mistura partidária. Será que o Ricardo Barros ou outro deputado ou senador não poderia nos replicar melhor a situação? A imprensa só tem dado notícias sempre torcendo, emitindo informações tendenciosas, apoiando esse ou aquele lado, que lhes interessa particularmente, especialmente para piorar a imagem do governo e consequentemente do país. ”E finaliza: “Criticar é um direito. Contudo também deve ser encaminhada com uma proposta ou ao menos uma ideia de solução, o que ofereceria uma visão melhor aos cidadãos.” O advogado Cleverson Marinho Teixeira é ex-deputado federal quando foi membro da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, Sistema de Transmissão Gralha Azul no Paraná.

Sistema de Transmissão Gralha Azul no Paraná

Após a revogação, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), da liminar que paralisou parcialmente as obras do Sistema de Transmissão Gralha Azul a ENGIE Brasil Energia retoma totalmente as atividades dos empreendimentos. Nos últimos meses, o Sistema de Transmissão Gralha Azul demonstrou ao STJ e à sociedade que cumpre todos os procedimentos legais aplicáveis para execução de suas obras, bem como seu compromisso e respeito com o meio ambiente. “O projeto obteve todas as autorizações, licenças e anuências necessárias à sua implantação junto aos órgãos competentes, os quais reafirmaram, em todas as instâncias judiciais, a regularidade dos processos.
Com a decisão, que comprova a legalidade dos empreendimentos, podemos agora dar continuidade às obras que trarão fomento à economia local, geração de empregos e negócios para o Estado do Paraná”, destaca Marcio Daian Neves, diretor de implantação da ENGIE.
O Sistema de Transmissão Gralha Azul faz parte do planejamento estratégico de expansão do setor elétrico nacional e visa superar problemas de subtensão e restrição de oferta na região, que vem provocando perdas significativas à indústria e ao agronegócio.

Condutor do Paraná pode parcelar débitos veiculares

A partir de agora o condutor do estado do Paraná tem um novo canal de pagamento de débitos com o Detran. É a chegada de mais um serviço no aplicativo do Sem Parar, empresa do Grupo Fleetcor e líder em meios automáticos de pagamento, em parceria com a Zapay, startup especializada no parcelamento de débitos de veículos junto aos órgãos de trânsito. As empresas irão disponibilizar para todos os condutores paranaenses, uma solução onde o motorista poderá checar seus débitos veiculares como IPVA, licenciamento, multas e DPVAT e efetuar o pagamento em até 12 vezes no cartão de crédito.
“Nos associarmos com uma empresa como a Zapay faz parte da estratégia da companhia de estar cada vez mais perto de seus consumidores. Já somos reconhecidos pela praticidade na hora do pagamento, agora estamos dando um passo além e queremos oferecer essa comodidade para nossos clientes também na hora de quitar suas dívidas” comenta Carlos Gazaffi, Presidente B2C do Sem Parar.

Opção é vender pelos canais digitais
O comércio eletrônico foi a forma que a grande maioria das empresas encontrou para enfrentar a crise gerada pela pandemia de Covid-19. De acordo com a 9ª edição da pesquisa “O Impacto da Pandemia de Coronavírus”, elaborada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), sete em cada dez empresas já atuam nas redes sociais, aplicativos ou internet para impulsionarsuas vendas. Em maio, bem no início da pandemia, esse percentual era de 59%.Em algumas atividades, o número de negócios atuando no ambiente virtual teve um incremento superiora 20%, como é o caso dos segmentos de energia, que apresentou aumento de 37%; beleza, com 27%; bem como educação e construção civil, que viram o número de empresas ativas nesse ambiente crescer em 20%. A plataforma Whatsapp é a preferida pelos empreendedores que inseriram o mundo virtual nas suas vendas, com 84% de adeptos. Cerca de 90% das empresas que exercem atividades como Artesanato, Beleza e Moda, e que digitalizaram sua comercialização, usam esse recurso para vender seus produtos e serviços. Instagram e Facebook são as próximas opções, com 54% e 51%, respectivamente. Apenas 23% dos negócios vendem por sites próprios.

Santander realiza leilão de imóveis
No próximo dia 21 de janeiro, quinta-feira, às 11h, a Frazão Leilões, empresa referência no setor, irá promover o leilão do Banco Santander que contará com apartamentos, casas e salas.
Os lotes estão localizados em 12 estados brasileiros, incluindo o Paraná.
Ao todo são 62 imóveis com lances iniciais até 70% abaixo do valor de mercado, crédito imobiliário do Banco Santander em até 420 meses com taxa de 6,99%. Os débitos e IPTUs serão quitados pelo banco até a data do leilão e os lances estão condicionados à aprovação do vendedor. Os lances iniciais vão de R﹩46.200,00 a mais de dois milhões, em grande maioria para imóveis residenciais, ou seja, há imóvel de todos os perfis.
Os interessados poderão participar do leilão presencialmente ou pela internet.
As informações sobre todos os imóveis estão disponíveis no link:
https://www.frazaoleiloes.com.br/leiloes/5674-5674-leilao-de-imoveis-banco-santander