O governo central registrou superávit primário de R$ 5,052 bilhões em julho.

Acumulando nos primeiros sete meses do ano saldo positivo de R$ 47,695 bilhões, informou o Tesouro Nacional nesta terça-feira.

Em julho do ano passado, o superávit primário do governo central foi de R$ 3,026 bilhões. Em junho, o superávit foi de R$ 5,188 bilhões.

O superávit primário do governo central acumulado no ano equivale a 3,35% do Produto Interno Bruto (PIB), ante 3,19% em igual período do ano passado.

No mês passado, o Tesouro registrou superávit de R$ 8,342 bilhões, a Previdência, déficit de R$ 3,212 bilhões e o Banco Central, déficit de R$ 77,1 milhões.

O secretário do Tesouro, Arno Augustin, reafirmou que o Brasil está em condições sólidas para enfrentar as turbulências nos mercados financeiros internacionais, e que quando elas cessarem o País vai estar em condições ainda melhores.

Augustin disse também que o Tesouro está tranquilo em relação ao refinanciamento da dívida em agosto, mês em que os vencimentos são relativamente pequenos.