A mesa redonda será realizada nesta quinta-feira, no Cietep, a partir das 17 horas. O encontro faz parte da Ação Global, realizado pelo Sesi e a Rede Globo.

Empresários, dirigentes de Sindicatos Empresariais e representantes de entidades parceiras do Serviço Social da Indústria (Sesi) Paraná participam nesta quinta-feira (13) de uma mesa redonda com o tema “Desenvolvimento Social Local – um desafio para o investimento social privado”. O diretor executivo do Sesi Paraná, José Antônio Fares, coordena o encontro, que acontece no auditório da Unindus, no Cietep, a partir das 17 horas. Haverá transmissão via teleconferência para as unidades do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) de Maringá e Ponta Grossa.

A mesa redonda abre as atividades da Ação Global, evento que se constitui em um mutirão da cidadania, realizado todo ano pelo Sesi e a Rede Globo. A edição 2007 acontece dia 22 de setembro, em todo o país. No Paraná, haverá Ação Global em Curitiba (na unidade do Sesi Boqueirão) e nas cidades de Ponta Grossa, Apucarana, Maringá e Foz do Iguaçu.

O cenário social brasileiro, o investimento das empresas nesta área e a Ação Global são focos dos debates desta quinta-feira, durante a mesa redonda. O secretário geral do Grupo de Instituto, Fundações e Empresas (GIFE), Fernando Rossetti, ministra palestra sobre o tema. Em seguida, haverá debate com a participação de José Antônio Fares, do Sesi Paraná; Clarice López de Alda, diretora executiva do Instituto RPC; e dos coordenadores de Gestão Social do Sesi, Sônia Beraldi, e do Esporte, Lazer e Cultura, Roberto Costacurta.

            Um Brasil de cidadania – O Sesi Paraná prevê receber mais de 57 mil pessoas nos cinco eventos da Ação Global no Estado. A expectativa é superar 170 mil atendimentos com serviços de cidadania, responsabilidade social, educação, saúde e lazer.

            O tema da Ação Global 2007 é “Um Brasil de Cidadania”, com o sub-tema “Ação Global – uma iniciativa da indústria brasileira”. Em todo o Estado, o evento vai envolver mais de 200 parceiros e cerca de 2.500 pessoas, entre profissionais e colaboradores do Sistema Fiep e voluntários.

            Em Curitiba, 150 casais se inscreveram para o casamento coletivo, serviço que será oferecido também em outras cidades onde acontece a Ação Global. Ainda na área de cidadania, será emitida carteira de trabalho e encaminhamento da solicitação da Carteira de Identidade. Assessoria jurídica, balcão de empregos, estágios do IEL, informações sobre aposentadoria são outros serviços ofertados durante o dia.

O público poderá fazer testes de diabetes, medição de pressão arterial e teste de visão. Campanhas de prevenção a doenças como Aids, câncer de mama, de próstata, além de informações sobre vacinações também estarão disponíveis. Para a criançada haverá diversos serviços de recreação e lazer, além de atividades esportivas, shows musicais, de dança, mágica, mímicas, videokê e brinquedos infláveis.

As cidades que receberão a Ação Global oferecem alguns serviços inéditos. Em Curitiba haverá aulas experimentais de inglês e informática. Em Ponta Grossa, as pessoas poderão obter informações sobre direitos do consumidor, seguro desemprego, abertura de conta bancária.

Apucarana oferecerá atividades com materiais recicláveis. Já em Maringá, além de conserto de roupas e eletrodomésticos e de pequenos reparos em automóveis, as pessoas também terão acesso a vacinas contra tétano, difteria, febre amarela e hepatite B.  Em Foz do Iguaçu, representantes de consulados também darão orientações sobre os serviços prestados na fronteira.