Após um hiato de dois anos pela pandemia, a NaturalTech retoma de forma presencial no Expo Center Norte, em São Paulo e festeja a presença do ator Sérgio Marone, agora também empresário e ambientalista. Sua presença está agendada no stand Morada da Floresta, das 15h30 às 18h desta quarta 8 de junho, quando apresentará sua linha Tukano.

Lançada há menos de seis meses, a startup de Sérgio Marone já apresenta uma gama de mais de trinta produtos e conta agora com sua primeira linha de biocosméticos própria. Cem por cento vegetariana, a Tukano não faz testes em animais nem desmata florestas ou qualquer ecossistema e valoriza a mão de obra, pois acredita que só assim o futuro sustentável será possível.

“Você, eu e mais oito bilhões de pessoas somos filhos da Terra e compartilhamos um planeta único e paradisíaco.  Estamos todos conectados e adquirir hábitos saudáveis e conscientes, muitas vezes simples escolhas, como repensar nosso modo de consumir, fazem uma grande diferença. Acreditar num futuro melhor nos levou a criação da Tukano, uma marca de produtos sustentáveis, com uma bossa bem brasileira, que geram transformações sociais e ambientais positivas”, conta Sérgio Marone.

A sustentabilidade da Tukano não está apenas nos produtos, mas também no poder do trabalho em conjunto. “Nossos parceiros gerenciam seus impactos com a intenção de produzir produtos da forma mais responsável possível”, comenta Sergio, sobre as primeiras collabs feitas com marcas sustentáveis como Morada da Floresta. A intenção do ator e empresário é ampliar constantemente o leque de parceiros e produtos.

Mudança

A ideia é repensar o consumo, apresentando produtos que geram mudanças positivas. E esse futuro sustentável parece ser uma realidade. Segundo pesquisa feita pelo Mercado Livre na América Latina, entre junho de 2019 e maio de 2020, 2,5 milhões de usuários em toda a América Latina compraram produtos com proposta sustentável – só do Brasil, foram 1,4 milhões de consumidores. No mesmo período, a plataforma registrou 150 mil novos compradores nessa categoria, dos quais 81 mil são brasileiros.

Para a Capterra, plataforma de comparação de softwares, uma pesquisa recente apontou que 7 a cada 10 brasileiros dizem que as ações sustentáveis de uma empresa influenciam, em algum nível, a sua escolha na hora de comprar algo.

A Tukano entende que não é mais aceitável produzir sem assumir responsabilidades. “Temos o compromisso de reduzir a produção de lixo e incentivar alternativas de reaproveitamento, reciclagem ou ressignificação”, afirma Marone, que vê na startup a oportunidade de dar visibilidade a produtos sustentáveis. E vai além, a startup Tukano, que teve investimento inicial de cerca de 100 mil reais, também é um ótimo investimento para quem quer aplicar capital financeiro em um modelo de negócio que já nasce dentro dos parâmetros de ESG (Environmental, Social and Governance).

Em 2012, Marone criou o movimento Gota d’Água, contra a construção da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Com sua influência e de outros colegas de trabalho conseguiu mais de um milhão de assinaturas em apenas uma semana. Na sequência, criou também a campanha Pare de chupar, para incentivar as pessoas a deixarem de usar canudos plásticos. Instagram: @lojatukano