Sem novidades no front

319

As primeiras pesquisas eleitorais mostram que a renovação na política municipal não está entre as prioridades do eleitor e, ao menos em dez capitais, os atuais prefeitos e políticos tradicionais como ex-governadores e parlamentares conhecidos têm grandes chances de vitória. Para o presidente do Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, o desinteresse pela atividade partidária leva os políticos tradicionais a ocuparem o espaço.

É o caso de Curitiba. O prefeito Rafael Greca lidera a disputa com 47% das intenções de voto segundo o Ibope. Os adversários mais próximos não passam dos 6,5%. E embora sejam 15, estão longe de somar votos suficientes para garantir o segundo turno.

O mesmo acontece com os prefeitos Alexandre Kalil (BH), Edmilson Rodrigues (Belém) e Gean Loureiro (Florianópolis), que lideram com folga. Salvador está nas mãos do vice de ACM Neto, Bruno Reis, e no Recife disputam os deputados João Campos, Marília Arraes e Mendonça Filho.

Celso Russomano lidera em São Paulo, com o prefeito Bruno Covas na cola. No Rio de Janeiro, o enrolado ex-prefeito Eduardo Paes é quem lidera.

Cidade melhor

Rafael Greca é candidato à reeleição pelo DEM (Democratas) em coligação com mais cinco partidos. Ele falou sobre seus quatro anos de mandato, sobre os desafios que ainda precisam ser encarados e o que pretende fazer para enfrentar a crise pós-pandemia caso seja reeleito. ‘Estou entregando a cidade melhor’, diz Greca.

Modernizar Curitiba

João Arruda é candidato a prefeito de Curitiba pelo MDB. Ele abordou suas principais propostas e como pretende agir durante o pós-pandemia. “Eu me comprometi com uma causa em Curitiba que tem pouco apelo eleitoral, pelo menos como estamos acostumados nas campanhas até hoje. A gestão municipal de 2021 precisa se ressignificar. O mundo está mudando rapidamente. Está aí a transformação digital, com sua metodologia ágil, só pra citar um aspecto relevante para a área governamental.”

Táxis mais baratos

O candidato do PSL à prefeitura de Curitiba, deputado estadual Fernando Francischini, quer rever as exigências para o funcionamento dos táxis na Capital paranaense. Ele propõe reduzir taxas, retirar a cobrança da outorga dos motoristas e mais igualdade entre os prestadores de serviço. As propostas foram apresentadas em um encontro convocado pelo Comitê de Crise do Serviço de Táxi, com representantes de várias centrais hoje.

O alvo

Não poderia ser diferente. Com 47% das intenções de voto, segundo o Ibope, O prefeito e candidato à reeleição, Rafael Greca (DEM), voltou a ser o alvo preferencial dos adversários no segundo debate da disputa pela prefeitura de Curitiba, na Band TV.

Ponte reaberta

Depois de quase sete meses, mais precisamente seis meses e 27 dias, foi reaberta a Ponte da Amizade, a fronteira mais movimentada entre Brasil e Paraguai e que liga Foz do Iguaçu (PR) a Ciudad del Este (Alto Paraná)

STJ esvazia prisões

Continua produzindo estragos a recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para soltar presos a pretexto do covid. Nesta quarta-feira (14), a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou abrir as portas da cadeia de todo o País para centenas (milhares?) de criminosos cuja soltura dependia de pagamento de fiança. Nesse “liberou geral”, ganham o direito de ir para a rua sem nem mesmo precisar pagar fiança. Decisões como a do STJ mostram que o Estado se livra dos criminosos sob sua tutela, em vez de lhes garantir proteção contra a pandemia.

Tranque-se em casa

Enquanto a bandidagem ganha cada vez mais facilidades para deixar as prisões, os cidadãos que sustentam o Estado ficam trancados em casa.

Sabatina para o TCU

Artifícios

Algumas campanhas políticas de São Paulo exibem artifícios mais diferentes. Os vídeos de Celso Russomano colocam atrás dele e depois nas chamadas a marca CR10, inspirada no rótulo do jogador português Cristiano Ronaldo, mais o número de sua camisa. Já Joice Hasselmann surpreendeu muita gente com as chamadas “Ela é danada”, “Ela é foda” e por aí vai, se chamando ainda de “direita do bem”.

Duas posições

Em jantares reservados, Renan Calheiros (MDB-AL) tem dito que apoia a reeleição de Alcolumbre para a presidência do Senado “em nome da estabilidade institucional e democrática”. Já se Alcolumbre não puder ser candidato, Renan vai querer sua antiga cadeira de volta.

Investigação

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, atuou pessoalmente para agilizar o pagamento de 5,6 milhões de euros a empresa espanhola, a Tecnobit. Em 2010, por conta da compra de um sistema de simulação de artilharia. Esse contrato é investigado por uma auditoria do TCU em duas vertentes: uma específica sobre a licitação, em relação à qual foi apontado direcionamento e outra, sobre a execução do contrato. O vice-presidente aparece na segunda. A auditoria pediu aplicação de multas para 13 militares. Mourão não faz parte dos multados e ainda será ouvido em audiência.

Automação

O funcionalismo federal tem 105 mil servidores alocados em posições com alta probabilidade de automação, segundo estudo de economistas da PUC-RS). O trabalho considera apenas os servidores civis ativos em jornada igual ou superior a 40 horas semanais em dezembro de 2017. Assim, foram considerados 521,7 mil, de um total de 627,3 mil funcionários registrados no Sistema Integrado de Administração do Pessoal do governo federal. As funções mais “automatizáveis” são, em geral, as de escolaridade mais baixa e salários abaixo de R$ 9.913 mensais do Executivo federal.

Baixa qualidade

Quase metade dos empregos existentes no país são de qualidade ruim, com salários baixos, instabilidade ou jornada excessiva, o correspondente a 40,8 milhões de ocupação (45,5% do total), mostra estudo da consultoria iDados. Existe um problema estrutural que limita a oferta de boas vagas no Brasil: a baixa produtividade dos trabalhadores, reflexo de pouco investimento em educação e isso dificultaria que setores mais dinâmicos cresçam e gerem muitos  empregos no país.

Impasse fiscal

Junto com os imóveis da União, as estatais formam um patrimônio de R$ 2 trilhões, segundo levantamento da Secretaria de Desestatização e Mercados. A criação de um fundo com recursos das vendas de parte desses ativos está em discussão no Ministério da Economia. Poderia ser utilizado para bancar investimentos e programas sociais. O problema da Renda Cidadã e de outros investimentos é a falta de espaço sob o teto de gastos e não exatamente mais dinheiro, é mais provável que esse fundo seja usado para outras coisas. Por exemplo, abater a dívida.

Vigilantes

Muita gente acha que a Vigilantes do Peso é um movimento internacional, para quem quer emagrecer ou um ONG, ignorando que se trata de uma companhia que negocia ações na Nasdaq, emprega 12 mil funcionários no mundo e tem receita anual de US$ 1,41 bilhão. Criada nos Estados Unidos em 1963, atua no Brasil há 46 anos e é mais uma que, doravante, terá reuniões com seus clientes apenas online. Desde 2017, a companhia lançou um aplicativo e passou fazer reuniões virtuais. Com a pandemia virou um caminho sem volta.

Sagração

A sagração de Celso Russomano como o delfim de Bolsonaro em São Paulo é a mais perfeita tradução do fenômeno. O deputado é forte em um eleitorado muito sensível a promessas de ação direta do governo para ao bem estar das pessoas. Ele despontou na frente e perdeu o embalo em 2012 e 2016 porque PT e PSDB criaram alternativas de peso para competir com esse eleitorado. Fernando Haddad há oito anos e Doria há quatro. Desta vez, o entusiasmo por Bruno Covas e Jilmar Tatto é bem menor e Guilherme Boulos é uma novidade, que surpreende com a solidez de sua largada.

Porta de saída

O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) apresentou projeto para que empresas que contratam beneficiários do Bolsa Família possam ser dispensados de pagar contribuições previdenciárias e sociais.

Espalhado

Em Brasiléia (AC) nove foram condenados por roubalheira. Ex-prefeitos, secretários municipais, vereadores e empresários pegaram mais de 49 anos por fraude em licitação, corrupção e organização criminosa. É como um outro tipo de vírus que se espalha por todo país.

Direto

O ministro Humberto Martins, presidente do Superior Tribunal de Justiça, vai receber cidadãos para ouvir denúncias, críticas ou sugestões sem advogados. Qualquer cidadão inscrito no programa do STJ “Fale com o presidente” terá dez minutos de conversa com o ministro no tribunal.

Aliança

O ex-presidente Lula agora diz que toparia uma aliança “para fazer uma reforma tributária em que ricos paguem mais impostos”. Só não explica por que não a fez há oito anos quando estava na Presidência da República.

Frases

“O sargento em casa era eu, não o Jair.”

Rogéria Bolsonaro, candidata a vereadora do Rio, pondo a mão no fogo pelos filhos Flávio, Carlos e Eduardo