Jogadores comemoram a conquista de 2002 – Foto: Acervo CBF

De desacredita ao título. Foi assim que a seleção brasileira, comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari, conquistou no dia 30 de junho de 2002 o pentacampeonato mundial ao vencer a Alemanha, por 2 a 0, em Yokohama, e celebrar a última grande conquista do futebol nacional.

Os comandados de Felipão chegaram sem o apoio do torcedor, por conta da campanha das Eliminatórias para a Copa do Mundo, onde classificou na última rodada da competição.

Porém, assim como aconteceu na final, jogadores como Ronaldo e Rivaldo fizeram uma dupla decisiva durante toda a caminhada. O camisa 9 balançou as redes duas vezes contra os alemães e com participações do meia.

No primeiro gol, o atleta do Barcelona, na ocasião, chutou e, depois do rebote do goleiro adversário, Ronaldo empurrou para o fundo das redes. No segundo, a dobradinha passou com uma deixadinha de Rivaldo e número nove colocou no canto, garantido mais uma conquista para o futebol brasileiro (1958, 1962, 1970 e 1994).

20 anos depois, o Brasil busca o hexacampeonato sob o comando de Tite no Qatar. A seleção chega desacreditada para a disputa, porém, com uma campanha nas Eliminatórias de segurança e com classificação ocorrida de forma antecipada.

Em 2022, o Brasil estreia contra a Sérvia, no dia 24 de novembro. Depois encara a Suiça (28/11) e Camarões (2/12) atuando pelo Grupo G.

ESCALAÇÃO

Brasil: Marcos; Cafu (C), Lúcio, Roque Júnior, Edmílson e Roberto Carlos; Gilberto Silva, Kléberson, Ronaldinho (Juninho Paulista) e Rivaldo; Ronaldo (Denílson)