Secretaria de Justiça, Família e Trabalho inaugura Escola Prof. Dr. René Dotti de Educação em Direitos Humanos

407

A Escola em Educação de Direitos Humanos do Paraná (ESEDH), ligada à Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, do Governo Carlos Massa Ratinho Junior, foi inaugurada nesta terça-feira (7). Por proposição do secretário Ney Leprevost, a instituição homenageia dois paranaenses de destaque na área dos direitos humanos: o jurista paranaense René Ariel Dotti, que dará nome à escola e o professor Tadeu Átila Mendes, que dá nome ao auditório.

“É uma homenagem a duas pessoas que marcaram a história dos direitos humanos no Paraná. O professor Tadeu Atila Mendes, que dirigiu essa escola, antes da reforma. Ele foi uma pessoa que sempre acreditou muito no potencial do ser humano. E o professor René Dotti, que foi um advogado brilhante, engajado em grandes causas do Paraná, humanista, defensor da cultura e da liberdade de expressão e defensor dos direitos constitucionais dos cidadãos”, afirmou Ney Leprevost.

A Escola em Educação de Direitos Humanos do Paraná é vinculada ao Departamento de Promoção e Defesa dos Direitos Fundamentais e Cidadania da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho e trabalha com o princípio de que a educação deve ser usada como ferramenta de garantia e efetivação dos Direitos Humanos. Suas linhas de ação estão focadas em democratizar o acesso ao conhecimento; elaborar cursos; analisar e acompanhar indicadores e desenvolver ações destinadas à comunidade em geral e à sociedade organizada.

No evento estiveram presentes Juliana Pitam, representante da OAB-PR; o procurador Eduardo Cambi, representando o Ministério Público do Paraná (MPPR) e a juíza Fabiane Pieruccini, representando o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

A escola será dirigida pela advogada Joice Mudrek. “Nesta casa vamos trabalhar arduamente para promover a educação em Direitos Humanos, objetivando assim contribuir para uma sociedade livre e justa”, disse a diretora da escola.

Filha do jurista René Dotti, um dos homenageados, Claudia Fagundes Dotti, destacou a importância da instituição. “Para nós, da família estar revivendo a pessoa do pai tem sido muito importante. O pai teve sempre uma preocupação com o ensino. Tenho certeza que ele estaria muito feliz com essa homenagem”, declarou.

(Via assessoria de imprensa – Edson Fonseca).