Duas praias em Long Island, nos Estados Unidos, foram fechadas neste domingo (3) após um salva-vidas ser atacado por tubarões durante um treinamento.

De acordo com informações da TV norte-americana CBS News, o salva-vidas Zack Gallo fazia papel de vítima em um treinamento quando foi mordido no peito e na mão pelo animal.

“Se você vai ter um encontro com um tubarão, este é provavelmente o melhor cenário que você poderia ter”, disse Steve Bellone, executivo do condado de Suffolk. “Havia alguns outros salva-vidas neste exercício de treinamento. No meio do incidente, ele de repente se tornou uma vítima real”, completou.

Bellone contou que o ataque foi pela manhã e revelou que essa foi a primeira vez que um incidente assim acontece. “Estamos muito gratos por ele estar bem, falei com ele há pouco tempo. Nós nunca tivemos um incidente como este. Espero que nunca mais aconteça”, declarou.

Ainda segundo o noticiário, Zack Gallo chegou a lutar com o tubarão. “Senti uma dor aguda e sabia que era algum tipo de tubarão”, disse o salva-vidas. “Eu acertei o tubarão três vezes. Acho que no terceiro ele girou para trás e sua cauda me atingiu no peito”, afirmou.

Segundo o executivo, um tubarão foi visto após o ataque, mas não se sabe se foi o mesmo que atacou o salva-vidas. Por prevenção, as praias de Smith Point e Cupsogue foram fechadas temporariamente para banhistas e devem reabrir hoje.