Foto: reprodução

A Rússia disse nesta quarta-feira que o Ocidente está espalhando mentiras sobre as causas da crise alimentar global que, segundo Moscou, está sendo impulsionada pelas sanções impostas por Estados Unidos e União Europeia devido à invasão da Ucrânia.

Além das mortes e devastação resultantes da invasão russa, a guerra e a tentativa do Ocidente de paralisar a economia da Rússia como punição fizeram os preços dos grãos, óleo de cozinha, fertilizantes e energia dispararem, prejudicando o crescimento global.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse a repórteres em Moscou que estava consternada com as repetidas declarações ocidentais de que a Rússia é a culpada pela crise alimentar mundial.

“É uma mentira –essas acusações são mentiras completas”, afirmou Zakharova. “Então o Ocidente pode fornecer todas essas armas para a Ucrânia, mas por algum motivo nada pode ser retirado da Ucrânia?”

Estados Unidos e membros da União Europeia, que estão fornecendo armas para a Ucrânia, têm acusado a Rússia de provocar uma crise alimentar ao impedir as exportações de grãos da Ucrânia –que responde por cerca de um décimo das exportações globais de trigo.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, alertou em 9 de junho que milhões de pessoas podem passar fome por causa de um bloqueio russo aos portos ucranianos no Mar Negro, que ele disse ter deixado o mundo “à beira de uma terrível crise alimentar”.

Rússia e Ucrânia são dois dos mais importantes produtores de commodities agrícolas do mundo. A Rússia é o maior exportador mundial de trigo depois da União Europeia, enquanto a Ucrânia é o maior exportador mundial de sementes de girassol.

Fonte: Reuters