O cantor, doador de órgãos declarado, apóia a campanha.

A ABTO – Associação Brasileira de Transplante de Órgãos anunciou hoje, na abertura do X CONGRESSO BRASILEIRO DE TRANSPLANTES, a escolha do cantor Rogério Flausino, vocalista do grupo Jota Quest, como padrinho da Campanha Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos 2007. A decisão ocorreu após a excelente campanha estrelada por ele em 2006.

No ano passado, o cantor se declarou doador de órgãos, pelo Hospital Universitário Alzira Velano, da UNIFENAS, em Minas Gerais. A campanha teve grande repercussão na mídia e conseguiu definir posições de pessoas que, seguindo o exemplo do cantor, agora se declaram doadoras.

O grande desafio da ABTO, assim como da IX Campanha Nacional de Doação de Órgãos, é aumentar o número de doações de órgãos e tecidos e reduzir o número nas filas de espera para transplante. O Brasil possui o 2° maior sistema de transplante público do mundo e efetua um grande número de transplantes, entretanto, o número representa menos do que 25% da lista de espera que, atualmente atinge 70 milhões de pessoas.

O X Congresso Brasileiro de Transplantes da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, acontece de 2 a 5 de setembro na cidade de Florianópolis, Santa Catarina. Para a Dra. Maria Cristina Ribeiro de Castro, presidente da ABTO, a participação de Rogério Flausino como padrinho da Campanha 2007, abre caminho para boas conquistas envolvendo as doações. “A empatia do cantor com o público, adquirida ao longo da carreira, é fundamental para incentivar a sociedade a refletir sobre a doação de órgãos e tecidos”.

“Para ser doador de órgãos basta apenas comunicar o desejo a família”, disse a Dra. Maria Cristina. “Ainda hoje existem muitas dúvidas em relação ao processo que envolve a doação”, completa a presidente ao falar sobre a importância da campanha.

Para Rogério Flausino ser escolhido pela ABTO como padrinho da Campanha é uma honra e uma alegria. O cantor acredita que todo artista pode participar sempre mais e precisa cumprir seu papel social. Para ele, que recebeu recentemente a Medalha da Inconfidência, maior honraria do governo de Minas, e tornou-se pai pela primeira vez, o tema doação é como o tema vida e merece ser abraçado.