Num pequeno bilhete, Renan Calheiros (PMDB-AL), lançou ontem um pedido de socorro à oposição.

Num pequeno bilhete, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), lançou ntem um pedido de socorro a integrantes da oposição e aumentou o tom dos ataques contra os que defendem a sua punição pela Casa.

Pela manhã, enquanto comandava a sessão solene de comemoração dos 40 anos da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Renan rabiscou em um pedaço de papel um recado para o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM): “Precisamos resistir ao esquadrão da morte moral.” E pedia ajuda nesse processo.

Ao chegar ao Senado, Renan acusara diretamente o PSOL de ser o “esquadrão da morte moral”, por tomar a iniciativa de lançar uma campanha popular batizada de “Fora Renan”, propondo a sua cassação.