RELATÓRIO MUNDIAL

1470

O Human Rights Watch, ONG que analisa e avalia o respeito aos direitos humanos em todo o planeta, divulgou relatório mundial onde critica a atitude do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, por impulsionar políticas que comprometem os direitos humanos e por “sabotar medidas contra a disseminação da Covid-19”.

VIGILANTES

“O STF e outras instituições se empenharam para proteger os brasileiros e para barrar muitas, embora não todas, as políticas anti-direitos de Bolsonaro. Essas instituições precisam permanecer vigilantes”, afirma Anna Livia Arida, diretora adjunta da organização no Brasil, em declaração ao jornal Folha de S. Paulo. A Corte barrou as tentativas do governo Bolsonaro de retirar dos estados a competência de decidir sobre quarentena, de dificultar o uso da Lei de Acesso à Informação e de deixar de publicar dados completos sobre a pandemia.

DESMATAMENTO

Ainda segundo o documento, o governo Bolsonaro tem enfraquecido a fiscalização ambiental e, na prática, dá “carta branca às redes criminosas envolvidas no desmatamento ilegal na Amazônia e que ameaçam e atacam os defensores da floresta”. “As políticas do presidente Bolsonaro têm sido um desastre para a floresta e para as pessoas que a defendem”, diz Anna Livia.

MONTADORAS

Ainda repercute fortemente na economia e na imprensa o fechamento da Ford no Brasil. A indústria automotiva recebe muitas benesses dos governos federais. Levantamento da Folha de S. Paulo mostra que de 2000 a 2020, foram gastos em incentivos fiscais R$ 69,1 bilhões em valores corrigidos para os fabricantes de veículos automotores. Apenas para este ano, a estimativa é que os incentivos fiscais para as montadoras cheguem a R$ 5,9 bilhões.

OS ÍNDICES

Esta coluna sempre destaca o absurdo que é ter 21 índices para se medir a inflação num país como o Brasil. Em 2020, por exemplo, o índice de reajuste dos aluguéis, o IGP-DI ou IGP-M, variou 23%. Muita gente tem ido à Justiça para mudar o índice para reajustar os aluguéis. Alguns começam a ter sucesso. Lojistas de um shopping de São Paulo conseguiram alterar o índice para o IPC, que ficou em 5,62%, depois de tentarem negociar uma mudança no índice com a administração do empreendimento e não conseguir. Para que esta coleção de índices na economia nacional?

PETROBRAS

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a empresa tem ajustado seus preços à paridade internacional, rebatendo críticas de importadores que acusam a estatal de praticar preços predatórios.  Castello Branco garantiu que a empresa não vai fazer reajustes diários de combustíveis. Em entrevista ao jornal Valor econômico, o presidente da estatal disse que: “Para eles, o melhor dos mundos é que a Petrobras coloque os preços lá em cima, acima do preço de paridade internacional. Aí viabiliza quem é mais ineficiente”, disparou.

SAFRA DE GRÃOS

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) reviu para baixo a safra de grãos no Brasil para 2020/2021. A revisão para baixo aconteceu devido à escassez de chuvas durante o desenvolvimento do produto nas principais regiões produtoras brasileiras. A nova estimativa é de 264,8 milhões de toneladas, que é 0,4% menos do que a previsão de dezembro. Mesmo assim ainda será uma safra recorde com volume 3,1% a mais do que ao período 2019/2020.

IMPEACHMENT

O presidente americano Donald Trump pode responder a um processo de impeachment antes do fim do seu mandato. Democratas e republicanos não engoliram o incentivo à invasão do Capitólio e o processo caminha na Câmara dos Deputados. A exemplo do que aconteceu há 13 meses, no outro processo de impeachment de Trump, o processo deve travar no senado, ainda com maioria republicana. Muitos senadores do Partido Republicano defendem que Trump renuncie ou seja afastado, mas nenhum deles se dispôs a apoiar o impeachment do presidente americano.

COVID/MORTES

A Covid-19, que muitos ainda insistem em menosprezar e dizer que é sensacionalismo da mídia, leva mais duas figuras públicas proeminentes: o ex-vereador, ex-deputado, ex-vice-prefeito de Curitiba e radialista Algaci Túlio e o prefeito de Goiânia, Maguito Vilela. Algaci tinha 80 anos e estava internado no Hospital Vita Batel. Além da política, foi um dos comunicadores mais populares do rádio e da TV de Curitiba durante vários anos. Deixa uma legião de amigos e fãs. Maguito Vilela foi eleito prefeito de Goiânia em novembro, tomando posse na UTI do hospital, em São Paulo. Ele estava internado desde outubro e tinha 71 anos.

VACINAÇÃO

Enquanto isto, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, diz que o Brasil iniciará a vacinação contra a Covid-19 ainda no mês de janeiro. Pazuello disse que o país está buscando dois milhões de doses de vacina na Índia, de fabricação da farmacêutica britânica AstraZeneca. Falta apenas que a Anvisa libere as vacinas para a campanha ter início, disse o ministro.