Reeleição recorde

346

A disputa municipal deste ano terá o maior número de prefeitos aptos a se reeleger da história. Ao todo, 4.377 mil poderão disputar um novo mandato no próximo dia 15 de novembro, equivalente a 78,6% das 5.568 cidades do País. O levantamento foi feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que aponta como motivo a alta taxa de renovação ocorrida quatro ano antes, em 2016, quando menos da metade dos chefes dos Executivos locais que se candidataram conseguiram se reeleger.

Historicamente, o índice de prefeitos reeleitos vem caindo a cada eleição e, em 2016, foi de 21,4%, o mais baixo desde 2000 – a primeira vez em que a recondução foi permitida. A disputa de quatro anos atrás também foi a primeira em que o financiamento das campanhas por empresas foi proibido, o que motivou a entrada de muitos “neófitos” na política, principalmente empresários que podiam bancar seus gastos eleitorais.

OAB registra Moro

Quase cinco meses depois de romper com o presidente Jair Bolsonaro e renunciar ao cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, o ex-juiz federal Sérgio Moro obteve o registro junto à OAB e recebeu o número de sua carteira profissional vinculada à Seccional do Paraná. O ex-titular da Lava Jato que colecionou desafetos entre criminalistas vai atender sua futura clientela em um endereço de Curitiba, base e origem da maior operação já desencadeada no País contra a corrupção.

Belinati tenta reeleição

O Progressistas (PP) oficializou, nesta quarta-feira (16), o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, como candidato à reeleição em 2020. O candidato a vice-prefeito será João Mendonça. Na convenção online, o partido definiu que terá 29 candidatos a vereador.

MDB lança Arruda

O MDB de Curitiba decidiu lançar João Arruda como candidato do partido à prefeitura de Curitiba. A decisão ocorreu depois que o deputado federal e ex-prefeito, Gustavo Fruet (PDT), desistiu da disputa alegando falta de recursos para a campanha. O MDB vinha negociando uma aliança com Fruet.

Vice do Goura

O PDT Curitiba decidiu pelo nome de  Ana Moro como candidata a vice-prefeita de Goura. Ana Moro é jornalista, empresária das áreas da cultura e comunicação social e ativista pelos direitos das mulheres.

Bateu, levou

Cinco dias após criticar MP e Judiciário, deputado é alvo do MP e do Judiciário. Vocês acreditam em coincidência? Em política, é um fenômeno raro, embora agentes públicos dos Três Poderes vivam dizendo que a dita-cuja existe. O Ministério Público do Paraná cumpriu mandado de busca e apreensão no escritório do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), em Maringá, na região Norte do estado. Para lembrar: Barros foi relator na Câmara do texto que resultou na nova lei que pune abuso de autoridade, tão criticada pelo Ministério Público e por setores do Judiciário.

Ulisses em Maringá

O Partido Social Democrático (PSD) oficializou, nesta quarta-feira (16), o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, como candidato à reeleição em 2020. O candidato a vice-prefeito será Edson Scabora. O partido definiu durante a convenção que terá 23 candidatos a vereador.

Ninguém se entende

O episódio do presidente proibir a equipe econômica em voltar a falar em Renda Brasil e dizer que o autor da proposta merece “cartão vermelho” significa, acima de tudo, total falta de comunicação entre setores importantes do governo. O secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues Junior queria congelar aposentadorias e pensões para financiar o plano e falou antes. Paulo Guedes sabia e na hora da irritação de Bolsonaro disse que “não era com ele”, jogando Waldery na frigideira. O presidente deveria ter sido avisado antes e discordaria, evitando a cena. O Renda Brasil não está enterrado: Paulo Guedes vai inventar um imposto para ele.

Ceticismo

O mercado financeiro viu com ceticismo o fim do Renda Brasil. Acha que é cedo para descartar por completo o programa, que pode voltar por pressão política. Bolsonaro levou uma bolada nas costa por conta da divulgação dos meios para financiar o programa. Há um grande desejo político do Renda Brasil e esse é o grande desafio. O presidente não vai abandonar por completo a ideia que significaria para ele um marco em sua gestão e um plataforma para sua campanha de reeleição. Não dá para enterrar o Renda Brasil: dá para jogar Paulo Guedes na frigideira para valer.

Apoio

O PCdoB retira a candidatura de Rejane de Almeida, a Enfermeira Rejane e passa a apoiar Benedita da Silva (PT) para a prefeitura do Rio de Janeiro.

Mais armas

A procura de armas durante a pandemia aumentou. O registro do número de armas novas de janeiro a agosto foi de 105.603, segundo informações da Polícia Federal. Além de ser mais que o dobro no mesmo período do ano passado (43.167), a quantidade é superior a todo o ano de 2019 (94.064), recorde anual da série da PF que começa em 2009. Só o número de registros de março deste ano, quando a Covid-19 chegou ao país, ficou em 18.816, maior patamar mensal do ano de 104,7% acima de fevereiro (9.189), mais intensa alta mensal de 2020.

Desigualdade

Políticas de transferências de renda como Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada e mesmo o Regime Geral de Previdência Social tem efeitos positivos para redução de desigualdade social no Brasil. mas o grande espaço para melhoria desse indicador está no uso da tributação direta sobre a renda e o patrimônio, que hoje contribui mais para a concentração. São dados da POF – Pesquisa do Orçamento Familiar do IBGE.

Dívidas

O Jockey Club Brasileiro do Rio de Janeiro tem R$ 1,5 bilhão inscritos na dívida pública. O de São Paulo discute cerca de R$ 380 milhões. O Jockey paulistano não reconhece a dívida e entende a cobrança como indevida. À propósito: a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional cancelou 621 mil inscrições na dívida ativa da União que estavam prescritas no valor aproximado de R$ 5 bilhões.

Meritocracia

Paulo Guedes quer submeter servidores públicos federais à lógica da meritocracia. Em novembro de 1998, FHC enviou ao Congresso o PLP nº 248, disciplinando “a perda de cargo público por insuficiência do desempenho do servidor estatal”. A matéria foi aprovada na Câmara em 1999 e no início de 2000, passou também pelo Senado. Como os senadores propuseram modificações, o texto retornou à Câmara, onde tramitou ao longo das duas últimas décadas. Já está aprovada pelas comissões e aguarda apenas a votação do plenário para ir à sanção presidencial.

Olho nas farmácias

O grupo Ultra prepara sua saída do varejo farmacêutico. Procura comprador para a Extrafarma, com 400 lojas em todo país. A cearense Pague Menos, terceira maior cadeia de drogarias, é forte candidata ao negócio. Fundos de investimentos, a exemplo da norte-americana Advent, também teriam demonstrado interesse pela Extrafarma, avaliada em R$ 2 bilhões. A Extrafarma não atravessa boa fase: em 2019 , Ebitda negativo de R$ 76 milhões, que se soma aos 47 milhões negativos registrados em 2019. Sem falar na baixa contábil de  R$ 593 milhões no ano passado, referente a um ajuste do ágio de aquisição da empresa.

Caindo fora

A GIC, fundo soberano de Cingapura, deverá se desfazer integralmente de sua participação na Rede D’Or com IPO da empresa. A família Moll, que detém 60%, seguirá como principal acionista.

É o Rio!

Há muito tempo os trens do Rio de Janeiro são um dos maiores centros de distribuição de produtos roubados no Brasil. Vende-se de tudo, com valor de 10% do mercado e muitos produtos tecnológicos recebem até prazo de garantia. Os ambulantes vendem também cloroquina sem prescrição nos trens. A Polícia Militar tem um esquema montado para impedir o contrabando de produtos nos trens, que funciona esporadicamente.

Declínio

A recessão provocada pelas medidas de isolamento social encontrou o Estado do Rio de Janeiro e sua capital especialmente vulnerável. O Estado tem o pior resultado do emprego formado do país e a quarta maior queda de atividade econômica no segundo trimestre. A economia recuou 8% no segundo trimestre em relação ao mesmo período em 2019. O resultado fica atrás apenas da Amazonas (13,5%), Paraná (9,3%) e Ceará (9,2%). Desde março, perdeu 184,9 empregos formais.

Amigo do dono

Rachel Sheherazade deverá mesmo deixar o SBT em outubro. Ela vinha se mantendo quieta até que resolveu contar que foi “Luciano Hang quem pediu minha cabeça” e Silvio Santos concordou. “Ele é amigo de Bolsonaro e grande anunciante do SBT”. Hang está contente com o afastamento da apresentadora e manda ela “procurar emprego em Cuba”.

Frases

“Nós precisamos ter juízo. Isso não é um saco sem fundo.”

Paulo Guedes