QUEBRADO

303

Depois de dizer que “o país está quebrado” e que por isso ele não consegue fazer nada, o presidente Jair Bolsonaro convocou reunião ministerial de urgência e até tirou o ministro da Economia, Paulo Guedes, de suas férias para participar dela. Bolsonaro não consegue cumprir suas promessas de campanha por falta de articulação com o Congresso. As vendas de estatais não saem do papel, com a crise da pandemia as contas públicas ficaram um caos e não foi criada nenhuma reforma estrutural, além da reforma da Previdência.

ECONOMISTAS

Vários economistas foram convidados a opinar sobre a fala do presidente de que “o país está quebrado” pelos vários veículos de imprensa. A maioria reconhece a situação de grave crise fiscal que o Brasil enfrenta, que pode levar à insustentabilidade da dívida pública, mas isto é bem diferente de “estar quebrado”. Como sempre, o presidente preferiu colocar a culpa na imprensa pela divulgação de mais um depoimento infeliz.

IMÓVEIS

Após quatro anos de estagnação, o valor médio dos imóveis no Brasil teve um reajuste em 2020 de 3,70%, segundo dados do FipeZap, índice que acompanha o preço médio dos imóveis em todo o país. Os juros baixos fazem os financiamentos ficarem mais acessíveis e os juros baixos também forçam investidores a buscarem outras alternativas para seu dinheiro ter um bom rendimento.

CURITIBA EM SEXTO

O índice FipeZap fez uma relação com 16 capitais brasileiras e o valor do metro quadrado em cada uma delas. Curitiba aparece no sexto lugar na lista, com o metro quadrado custando, em média, R$ 6.498. O Rio de Janeiro tem o metro quadrado mais caro do Brasil com R$ 9.437. O índice de variação de preço dos imóveis em Curitiba em 2020 foi de 8,10%, o terceiro maior do país, atrás de Brasília e Manaus.

MENSAGEM NO PIX

O brasileiro é um povo criativo, não resta dúvidas. Uma moça descobriu uma nova maneira de usar o Pix, a nova forma de pagamentos instantâneos criada pelo Banco Central. Ela foi bloqueada pelo ex-namorado de todas as redes sociais por uma suposta traição. Desesperada para ter o perdão do ex, ela enviou pequenos pagamentos de R$ 0,01 para a conta dele, que emitem mensagens à pessoa que recebe. Assim, ela conseguiu mandar seu recado ao ex-namorado. Pelo que se sabe, a estratégia não deu o resultado que ela esperava. O casal continua separado.

VACINAS

Um dado esclarecedor e preocupante foi divulgado pelo jornal Valor Econômico sobre as vacinas contra a Covid-19. A produção anual de vacinas (todas elas) é de 3 a 5 bilhões de doses por ano. Acrescentando aí a fabricação das vacinas contra a Covid, a capacidade de todos os laboratórios do mundo precisaria ser triplicada para produzir vacinas suficientes para abranger a população mundial. As linhas específicas para a Covid precisarão ser criadas em cada laboratório, permitindo que o número de vacinas chegue a 17 bilhões de doses no ano.

SEM CAPACIDADE

A reportagem do Valor Econômico mostra que os laboratórios produtores de vacinas estão negociando a entrega do produto bem acima de sua capacidade atual de produção. Até agora já foram administradas pouco mais de 12, 3 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, em 32 países. A China vem em primeiro lugar com 4,5 milhões, os EUA em segundo com 4,2 milhões, e Israel em terceiro com 1 milhão.

COMPRAS SUSPENSAS

O presidente Jair Bolsonaro suspendeu a compra de seringas pelo governo federal, após os fabricantes terem elevado muito os preços do produto para a compra do Ministério da Saúde. Ele disse que as compras só acontecerão depois que “os preços voltarem ao normal”.  O país quer comprar 30 milhões de seringas ainda em janeiro. Mas nas redes sociais, o presidente não perdeu a oportunidade de atacar a imprensa por ela divulgar as campanhas de vacinação em outros países, minimizando o percentual vacinado até agora. Um mínimo atendido é melhor do que nada, não é, presidente?

DORIA

Na guerra política que virou a campanha de vacinação, o governador de São Paulo, João Doria, confirma para o próximo dia 25 o início da campanha de vacinação em seu estado e disse, em reunião com os prefeitos eleitos nos 645 municípios de São Paulo, que toda a população do estado receberá as duas doses de vacina contra a Covid-19 ainda neste ano. Só não deu detalhes de como executará isto.

CALOTE

O Brasil não fez o pagamento previsto para o último dia 3 ao chamado Banco dos Brics. O país deveria ter feito o repasse de US$ 292 milhões (ou R$ 1,6 bilhão). O valor era um aporte de capital para a instituição criada por Rússia, Brasil, Índia, China e África do Sul. Sem pagar o que deve, o Brasil perde o direito a voto no banco, que é presidido pelo brasileiro Marcos Troyjo. O Ministério da Economia disse que pediu liberação da verba ao Congresso em duas ocasiões, mas que os pedidos não foram atendidos.