PROMESSAS E DÓLARES

411

No discurso de 5 minutos que fez na Cúpula do Clima, o presidente Jair Bolsonaro prometeu reduzir o prazo para emissões de gases tóxicos e dar planejamento sustentável em todos os aspectos para a Amazônia. Esta atitude “nova” tem uma razão: sobre a mesa do organizador do encontro, o presidente americano Joe Biden, estão 10 bilhões de dólares para ajudar na preservação da Amazônia. No câmbio atual, seriam 55,7 bilhões de reais.

Biden sinaliza que pode entregar esta quantia ao Governo do Brasil, desde que ações práticas sejam mostradas, e não apenas cartas com memorandos irreais de intenções. O principal critério para este financiamento é que o país tem de se comprometer a zerar o desmatamento ilegal da Amazônia até 2030. E mais, que já comece a apresentar os resultados a partir de 2021.

Em sua fala, Bolsonaro ignorou os números recordes de desmatamento na região amazônica, adotou um tom conciliador, pediu recursos internacionais e antecipou para 2050 o prazo para o Brasil zerar as emissões de gases do efeito estufa. A meta anterior, definida no ano passado, era 2060.

PEDÁGIO VALE A METADE

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) defendeu que as tarifas de pedágio das futuras concessões de rodovias devem ser bastante reduzidas. “Defendemos que o valor seja menos da metade do preço atual. Não é possível aceitar valores abusivos”, disse durante audiência pública da Frente Parlamentar Sobre o Pedágio, realizada nesta quinta-feira, 22, com lideranças da região de Campo Mourão.

FORA DE PERIGO

O último boletim médico da equipe do Hospital Nossa Senhora das Graças que cuida do prefeito Rafael Greca informa que ele segue lúcido e clinicamente estável. Ele foi transferido da UTI – Unidade de Terapia Intensiva para o quarto, onde permanecerá para continuidade do acompanhamento neurológica e exames de controle.

NA LISTA DO KASSAB

Ainda Gilberto Kassab: ele acha que seu partido, o PSD, tem uma lista de presidenciáveis. E elenca nomes como Ratinho Jr., governador do Paraná, Alexandre Kalil (prefeito de Belo Horizonte que, contudo, quer concorrer ao governo de Minas Gerais), o deputado André de Paula (PE) e os senadores Otto Alencar (BA) e Antônio Anastasia (MG), que quer ser indicado pelo Senado a uma vaga no TCU.

MANDATO DO ROSSONI

O tucano, ex-chefe da Casa Civil no governo de Beto Richa (2010/2018) assume a vaga aberta pela morte do deputado federal Schiavinato (PP) de covid-19. Rossoni informa que tomará posse da vaga deixada por Schiavinato no dia 27 de abril, terça-feira. Terá um ano e meio para trabalhar pela eleição em 2022.

SITUAÇÃO CONFUSA

O retorno de Valdir Rossoni é confuso dentro do PSDB. Em 2019, Valdir Rossoni se tornou réu na Operação Quadro Negro, que investiga o desvio de cerca de R$ 20 milhões destinados à construção e reforma de escolas públicas no Paraná. Ele chegou a ter os bens bloqueados pela Justiça. O então deputado foi acusado pelo MP (Ministério Público) de receber R$ 689.519,49 da construtora em sete licitações para construção de escolas em Bituruna, no Sul do Paraná, quando seu filho, Rodrigo Rossoni, era prefeito da cidade, em 2011.

ATIVO E OPERANTE

Roberto Requião permanece na ativa. Ele tem dado entrevistas diárias para rádios do Paraná e também do resto país. Onde lhe ofereçam um microfone ele está pronto para a sua pregação. Precavido, experiente, garantiu que não pensa em cargo público, embora não afirme que está fora das eleições de 2022. No seu entorno há a certeza de que ele vai disputar um mandato, que pode ser de deputado federal a governador.

REQUIÃO DESACATA

Sem mandato e sem foro, Requião por enquanto diz que está “pronto para ajudar a pensar novos projetos e discutir o Brasil profundamente”. E baixa o porrete no presidente Bolsonaro, ao mesmo tempo que revela reservas diante da candidatura de Lula. Requião disse durante a entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador, que “Bolsonaro é um animador do picadeiro desse circo que se tornou o Brasil” e avaliou que a burguesia não quer mais o atual presidente no poder.

FORA DE MODA

“Ele tá abandonado pela direita. Ele se veste mal, fala mal. Bebe champanhe em copo largo. A burguesia não suporta mais Bolsonaro. Eles agora tão querendo manter o liberalismo econômico, mas também não querem Lula no poder pelos mesmos motivos que não querem Bolsonaro. Lula errou muito”, afirmou.

VACINAÇÃO ADIADA

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revisou o calendário de vacinação contra a Covid-19 e adiou o fim de imunização do grupo prioritário em quatro meses, de maio próximo para setembro.  Na estimativa do Ministério da Saúde, fazem parte do grupo prioritário 77,2 milhões de pessoas no Brasil.

VEREADORES QUEREM FESTA

Os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba aprovaram pedido para que a prefeitura autorize a reabertura das casas de festas e buffets infantis. O autor, Mauro Ignácio (DEM), gostaria que fosse autorizada a lotação de até 30% na bandeira laranja e de até 50% na bandeira amarela, conforme pleiteiam os empresários do setor.

FORO PARA LULA

A decisão do ministro Edson Fachin que determinou que o casos do ex-presidente não deveriam ter sido julgados por Sergio Moro em Curitiba acabou por enviar os processos do petista para Brasília. Os ministro do Supremo debateram a competência territorial sobre os processos. E com maioria dos votos, foi fixada a competência do Distrito Federal para julgar Lula.

WEINTRAUB PROCESSADO

O Ministério Público Federal abriu processo por improbidade administrativa contra o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. Ele é acusado de atentar contra princípios da administração pública, como moralidade, honestidade e lealdade às instituições. O processo, aberto pela procuradora Luciana Loureiro Oliveira, usa declarações do ex-ministro sobre universidades públicas. Para o MPF, trata-se de afirmações “dolosamente incorretas” com o propósito de “desacreditar o serviço prestado por essas instituições de ensino”. Caso venha a ser condenado, ele terá seus direitos políticos suspensos e terá de pagar uma multa.

VACINA FRAUDADA   

Uma empresa com sede no Recife (PE) é alvo de operação que envolve as polícias civis de Pernambuco e Rio de Janeiro, além da PRF (Polícia Rodoviária Federal), na manhã de ontem. A empresa ofereceu doses da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 a pelo menos 20 prefeituras de todo o Brasil, mas nunca entregaria os imunizantes.

CANALHICE

O Brasil tinha os mecanismos necessários para lidar de maneira exemplar com a pandemia, mas as escolhas do presidente Jair Bolsonaro transformaram o combate à covid em um fracasso mundial. Essa é a conclusão de um longo estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, e da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS

A Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta 3ª feira (20.abr.2021) requerimento de urgência para o PL (projeto de lei) 591 de 2021, que possibilita a venda dos Correios. O texto é do governo federal. O presidente da República, Jair Bolsonaro, levou o projeto pessoalmente ao Legislativo no fim de fevereiro. A urgência foi aprovada por 280 votos a 165, e uma abstenção.

RECORDE MACABRO 

Após o avanço da pandemia no país nas últimas semanas, o Brasil agora tem 1.756 mortes a cada um milhão de habitantes. Peru (1.722), EUA (1.731) e México (1.646) aparecem logo na sequência neste ranking. Os dados são do site Our World in Data. Depois dos quatro países, os piores colocados com mais mortes por covid-19 proporcionais à população são: Panamá (1.434), Colômbia (1.342), Chile (1.317), Argentina (1.310), Bolívia (1.083) e Equador (1.003).

CPI DA LAVA TOGA

O senador Lasier Martins (Podemos-RS) está colhendo assinaturas para criar a CPI da Lava Toga e garante que já tem o apoio de outros 15 senadores. A iniciativa ajuda Bolsonaro, que precisa de fatos políticos para tentar diluir o peso da CPI da Pandemia. Jogar luz sobre o Judiciário seria uma forma de desviar o foco. Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, já sinalizou que dificilmente a Casa terá condições de tocar três Comissões dessa importância simultaneamente. Além da CPI da Pandemia, também está em curso a CPI da Fake News.

FRASES

“Bolsonaro é um animador do picadeiro desse circo que se tornou o Brasil.”

Roberto Requião