Empresas selecionadas estão na fase de apresentação do plano de negócios. Objetivo é fechar parcerias para projetos em diferentes segmentos

O programa de inovação aberta Plugin, idealizado pela Ligga Telecom, em  parceria com a  aceleradora Hotmilk, selecionou nove startups inscritas, que agora participam da fase de imersão para a fase de negócios, onde há possibilidade de comercializarem seus serviços na base de clientes da companhia. Deste total, duas startups são do segmento Health e foram escolhidas para uma POC (Prova de Conceito) entre Ligga e Alliar(Empresa do grupo Bordeaux).

Ao todo, 155 startups se inscreveram no Plugin, passando por diferentes etapas. O objetivo foi conhecer melhor as habilidades e competências destas empresas e avaliar a sinergia com os desafios da Ligga Telecom para, em seguida, analisar as propostas apresentadas pelas selecionadas. Os planos de negócios apresentados pelas startups serão avaliados até 14 de agosto. A previsão é que até 30 de agosto de 2022 sejam anunciadas as startups que farão parceria com a Ligga Telecom.

O processo de seleção começou em março, quando startups de todos os cantos do país se inscreveram em busca de um lugar neste que será um dos mais importantes hubs de inovação do Brasil. Com sede no Paraná, este hub irá abrigar empresas de inovação que vão atender às necessidades da Ligga Telecom, a partir de seus compromissos, vindos da conquista das frequências para a tecnologia 5G.

“As startups aprovadas no programa estarão ligadas a um ecossistema de inovação que vai abrir novas fronteiras de conhecimento e network. Sem contar que há possibilidade de fazer negócios com a Ligga Telecom, hoje uma das maiores empresas de tecnologia do Brasil “, afirma Wendell Oliveira, diretor-presidente da Ligga Telecom.

Os principais projetos que serão desenvolvidos pelas vencedoras estão voltados para as seguintes áreas:

–  Saúde: soluções em Healthtech, com programas  voltados para empresas e para o consumidor final, como por exemplo, gestão continuada da saúde e detecção precoce de doenças, emprego de realidade virtual e soluções de telemedicina.

– Smatcities: soluções para o futuro das cidades inteligentes com ioT e 5G;

– Indústrias: foco na automação e melhorias nos processos de fabricação;

– Agronegócio: recursos inovadores para o Agronegócio, na conexão do produtos com as mais avançadas tecnologias 5G e ioT;

– Logística: tecnologias para logística em portos, com foco na melhoria das operações a partir do uso das conexões de rede.

Interessados em todo o país

As startups selecionadas poderão desenvolver os projetos para a Ligga Telecom de suas próprias estruturas ou utilizar os espaços disponíveis nas instalações da Ligga Telecom em Curitiba e Londrina.

As inscrições para o programa Plugin começaram em 18 de março, com a participação de startups de todas as partes do país. Ao todo, 155 foram selecionadas na primeira fase e outras 238 startups fizeram pré-inscrições para o programa. Juntas, estas startups respondem por um faturamento de cerca de R$ 2 bilhões. Com isso, a Ligga Telecom tem agora um importante banco de dados, que fará parte de projetos futuros.

O investimento em parcerias com startups para o desenvolvimento de soluções 5G nos segmentos que estão no foco da Ligga Telecom está inserido no plano de investimentos do grupo para os próximos anos, que é da ordem de R$ 2 bilhões.

Conheça as startups selecionadas

4KST – Credit Score Inteligente; Produtividade de Equipe Comercial;

GRANDEO – Análises Laboratoriais em Campo; Monitoramento do Solo;

UM GRAU E MEIO – Prevenção Contra Incêndios;

ALTAVE – Monitoramento de Grandes Áreas; Monitoramento de Áreas Remotas; Gestão de Segurança do Trabalho; Monitoramento de Patrimônio;

PACKID – Controle de Temperatura de Produtos Perecíveis e Medicamentos;

WEBBULA – Agilidade no Acesso à Informação do Paciente;

ATIVA SOLUÇÕES – Eficiência Energética; Soluções de Telemetria e Sustentabilidade;

PIX FORCE – Contabilização de Itens/Produtos a Partir de Imagem; Soluções de Visão Computacional e Inteligência Artificial; Gestão de Segurança do Trabalho;

LAURA – Criação de Ambiente Virtual Único e Facilidade de Direcionamento de Exames