Os criadores de frango do Paraná terão desconto de 60% na tarifa de energia elétrica da Companhia Paranaense de Energia (Copel)


Patrícia Vieira
da redação
 

Os criadores de frango do Paraná terão desconto de 60% na tarifa de energia elétrica da Companhia Paranaense de Energia (Copel). A redução da tarifa de energia elétrica no período noturno já funciona no meio rural e agora foi estendida aos criadores de frango. O anúncio foi feiro ontem pelo governador Roberto Requião.
Segundo Valter Bianchini, secretário da Agricultura e do Abastecimento, a energia elétrica é um insumo caro para os produtores, pois eles têm que manter os aviários climatizados. Ele ainda afirmar que com o desconto a avicultura paranaense vai ser tornar ainda mais competitiva.
O secretário espera que com a medida o Estado passe a ocupar a primeira posição nas exportações de carne de frango, já que atualmente está em segundo lugar.
De acordo com o Sindicato e Associação dos Abatedouros e Produtores Avícolas do Paraná (Sindiavipar), desde 2001, o Paraná vem liderando a produção de frango, seguido de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
De janeiro a agosto deste ano, já foram abatidos 734,65 milhões de cabeças de frango de corte. Em 2007, o Estado já exportou 554,43 mil toneladas de frango, obtendo um faturamento de US$ 742,85 milhões.
O objetivo do Sindiavipar, é que ainda no mês que vem o Paraná consiga ultrapassar Santa Catarina que é a maior exportadora de carne de frango do País.