O prefeito Beto Richa assinou decreto determinando o uso de material proveniente da reciclagem de caliças da construção civil nas obras de pavimentação de ruas públicas.


Além de benefícios ao meio ambiente, a medida servirá também como incentivo para instalação de empresas de reciclagem em Curitiba e região. 

 

"Além de combater o desperdício, a iniciativa ajuda a economizar recursos naturais e evita o despejo de caliças em áreas impróprias, como rios, fundos de vale e terrenos baldios. A medida também estimula a instalação de empresas do ramo de reciclagem na região", diz Richa. A estimativa é de que em Curitiba sejam produzidas por dia 2.300 toneladas de resíduos da construção civil.

Os resíduos da construção civil são problemas enfrentados pela maioria das grandes cidades. Além da reciclagem, a forma mais adequada de destinação destes materiais são os aterros licenciados. Caso contrário, os materiais acabam parando em fundos de vale, rios e até em bueiros, provocando alagamentos e enchentes.

O decreto assinado por Richa prevê 180 dias, contados da data de publicação, para que os projetos das obras e serviços de pavimentação da Prefeitura apresentem as especificações técnicas de uso do agregado da construção civil. O uso do agregado reciclável será utilizado nas camadas abaixo do asfalto, como base, sub-base e subleito, e também como antipó.

A Secretaria Municipal de Obras Públicas também estuda a possibilidade de aproveitar o material nas obras de manutenção de edificações e, futuramente, na produção de pré-fabricados, como meios-fios.

Para ser usado nas obras da Prefeitura, os materiais reciclados deverão seguir os critérios estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Ficam dispensadas do decreto obras de caráter emergencial ou quando a utilização é tecnicamente inviável e também na falta de material no mercado.

"A Prefeitura está dando um importante passo para ajudar a solucionar um dos maiores problemas ambientais enfrentados hoje pelos grandes centros urbanos, que é o depósito irregular de caliças e entulhos", diz o secretário municipal do Meio Ambiente, José Antonio Andreguetto.

"Além de dar um destino ambientalmente correto, este material é importante na manutenção viária da cidade, que recupera 14 quilômetros de pavimento ao dia", afirma o secretário municipal de Obras Públicas, Mário Tookuni.