Preços do aço na China tocam nível recorde com demanda robusta no país e fora

250

Os preços do vergalhão de aço na China avançaram para níveis recorde nesta quinta-feira, sustentados por forte demanda no país e no exterior, que ajuda a manter uma elevada margem de lucro nas siderúrgicas, enquanto o minério de ferro teve leve queda.

O vergalhão na bolsa de futuros de Xangai encerrou o pregão diurno com alta de 1%, a 5.208 iuanes (803,16 dólares) por tonelada, após chegar a tocar 5.238 iuanes, o maior nível desde 2009, quando teve início a negociação de contratos de aço na bolsa.

As margens siderúrgicas têm aumentado, levando usinas a elevar a produção, devido a uma forte demanda por produtos de aço em momento em que a China se movimenta para restringir a oferta com medidas anti-poluição e possíveis novas restrições.

A produção de aço bruto entre 318 usinas chinesas monitoradas pela consultoria Mysteel avançou para média de 2,92 milhões de toneladas por dia entre 11 e 20 de abril, o maior nível desde meados de janeiro.

Em meio a um cenário com restrições à produção e demanda em seu pico sazonal, o mercado continua a operar em um ambiente altista, escreveram analistas da Sinosteel Futures em nota.

Os preços dos tarugos na Ásia, por exemplo, atingiram o nível mais alto em quase nove anos, impulsionados pela forte demanda principalmente das Filipinas, que importam o produto principalmente da China, disseram os analistas.

O minério de ferro com entrega em setembro na Bolsa de Commodities de Dalian, na China,, recuou 0,5% após cinco sessões de alta.

Na Bolsa de Valores de Cingapura, o contrato maio do minério de ferro caía cerca de 1%.

O preço spot de referência do minério de ferro 62% na China foi de 188,50 dólares a tonelada na quarta-feira, o maior já registrado ou desde 2011, com base nos dados da consultoria SteelHome.

Fonte: Reuters