Pesquisa do Disque-Economia mostra que o preço de frutas, verduras e legumes típicos de época apresenta alta variação de um supermercado para outro


Pesquisa do Disque-Economia mostra que o preço de frutas, verduras e legumes típicos de época apresenta alta variação de um supermercado para outro, obrigando o consumidor a pesquisar antes de comprar. O Disque-Economia é um serviço da Prefeitura de Curitiba.
"Apesar de serem produtos facilmente encontráveis em época de safra, o Disque-Economia se antecipa e mostra onde estão os produtos mais baratos e de qualidade, para que a população consuma cada vez mais alimentos saudáveis", diz o coordenador do serviço, Henry Lyra.
Ao todo, 12 alimentos muito procurados nesta época, plantados, colhidos e ofertados em setembro, apresentam tendência de preços mais baixos, mas registraram na pesquisa do Disque-Economia diferença de preço de até 285,3%.
Brócolis, couve-flor, rabanete, cheiro-verde e rúcula custam mais barato na rede Stall. A unidade de couve-flor no Stall custa R$ 0,85 e nos supermercados mais caros, R$ 2,89. A variação do maço de brócolis é de 192,6%: R$ 0,68 no Stall e R$ 1,99 na concorrência.
Vendido por R$ 1,07 no Stall, o maço de rabanete na concorrência é 78,5% mais caro, e custa R$ 1,91. O maço de rúcula tem variação de preço de 152,1%. Custa R$ 0,69 no Stall e R$ 1,74 em outros supermercados. O menor preço, de R$ 0,39, dispara para R$ 0,99 em outros pontos de varejo, no caso do maço de cheiro-verde. Diferença de preço de 153,8%.
Consumidores podem conferir os preços mais baratos dos produtos pelo telefone 3262-6564, nos dias úteis, ou pela internet, pelo site www.curitiba.pr.gov.br.