A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgou que os preços do álcool estão equiparados aos preços do gás natural veicular (GNV) nos postos de abastecimento.

Priciane Crocetti
da redação

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgou que os preços do álcool estão equiparados aos preços do gás natural veicular (GNV) nos postos de abastecimento. De acordo com a Agência, o preço médio do litro de álcool em agosto está em torno de R$ 1,361, com diminuição de 15,94% em relação ao registrado em agosto de 2006.Já o metro cúbico do GNV, está em torno de R$ 1,337 com alta de 6,70% sobre a média de preços apurados ano passado. A Petrobras, desde o ano passado, passou a reajustar os preços do gás para as distribuidoras que agora estão repassando aos consumidores.Esta é a primeira vez que os preços dos dois combustíveis ficam em níveis tão próximos ao consumidor final. No mês de agosto de 2006, o litro do álcool era comercializado por R$ 1,619, enquanto o metro cúbico do GNV estava em R$ 1,266. Anterior ao início da colheita da safra de cana-de-açúcar, em março de 2007, o álcool esteve em R$ 1,581, já o metro cúbico de GNV era comercializado por R$ 1,253. A diminuição nos preços do álcool em 2007 são justificados pelo aumento da safra.O Rio de Janeiro é uma das cidades em que o GNV continua custando menos do que o álcool, com o metro cúbico do gás veicular sendo comercializado por R$ 1,268, enquanto o litro do álcool é vendido por R$ 1,506.As conversões de veículos para o uso de GNV diminuíram  em 25,4% este ano em comparação com o ano passado. Os dados do Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP) afirmam que a média até julho de 2007 está em 16.897 veículos/mês, ante os 22.642 mensais convertidos em 2006.