Polônia deve registrar alta na safra de maçã

266

Analistas de mercado já ponderam sobre a estimativa da safra de maçã na China e Polônia. O risco de geadas já passou em ambos os países e, apesar de danos severos em algumas regiões, as perdas foram localizadas e não devem impactar a produção total de nenhum dos países. As primeiras projeções para a safra de mação da Polônia apontam uma produção de 3,5 a 4,0 milhões de toneladas, o que representaria um incremento de cerca de 1 milhão de toneladas em relação a safra anterior.

A análise considera também outros fatores. O primeiro é que deverão ser processados mais frutas, pois serão consideradas pequenas demais para o mercado in natura. Além disso, é improvável que as frutas de processamento precoce sejam misturadas às frutas que sobraram do ano passado porque parece haver pouco ou nenhuma sobra na Polônia. Isso significa que a acidez geral será um pouco mais alta do que foi no início da temporada passada, o que é uma boa notícia.

Outro aspecto desafiador será a situação trabalhista. As informações são de que a situação do Covid-19 na Ucrânia está piorando, o que pode impedir que trabalhadores sazonais desse país possam ser admitidos pela Polônia. Isso pode ter um impacto grande no custo de mão de obra e influenciar o preço do suco no mercado internacional.

Fonte: CitrusBR