PF pede a superintendentes denúncia de fraude em urnas eletrônicas

407
Foto: Antonio Augusto/ Ascom/TSE

A Polícia Federal ordenou que as 27 superintendências regionais encaminhem à Diretoria de Combate ao Crime Organizado (Dicor) todas as denúncias de fraudes já recebidas relacionadas ao uso de urnas eletrônicas. A determinação foi enviada ontem, segundo o jornal “O Globo”.

No ofício, a solicitação é justificada pela “recente criação da Comissão Especial destinada a proferir parecer à Proposta de Emenda à Constituição 135-A, de 2019, da deputada Bia Kicis (PSL-DF), a chamada “PEC do Voto Impresso”, e ainda pela “necessidade recorrente de consolidar, no âmbito deste Serviço de Repressão a Crimes Eleitorais, todos os dados referentes à denúncias de fraudes eleitorais desde a implantação da urna eletrônica em 1996”.

Segundo o veículo, a comunicação foi disparada no sistema interno da polícia duas horas depois de uma entrevista em que o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, pediu que o presidente Jair Bolsonaro apresentasse provas das fraudes na urna eletrônica.

“Nunca houve fraude documentada, jamais. Se o presidente da República ou qualquer pessoa tiver alguma prova de fraude ou de impropriedade tem o dever cívico de entregá-la ao Tribunal Superior Eleitoral. Tô esperando de portas abertas e de bom grado”, disse Barroso à CNN Brasil.