A Petrobras pagará o total de 87,8 bilhões de reais em dividendos referentes ao segundo trimestre, um recorde trimestral, informou a assessoria de imprensa da empresa nesta quinta-feira.

Esse valor se soma aos 48,5 bilhões aprovados pelo Conselho de Administração referentes ao primeiro trimestre, acrescentou a assessoria da empresa.

Os montantes somados já superam os dividendos aprovados referentes ao exercício de 2021, que somaram 101,4 bilhões de reais.

O Conselho de Administração da empresa aprovou o pagamento de dividendos de 6,732003 reais por ação referentes ao segundo trimestre, disse a petroleira mais cedo, em fato relevante.

O valor superou as expectativa do Credit Suisse, disse o banco em nota, enquanto as ações preferenciais da empresa subiam 3%.

Paralelamente, o secretário do Tesouro Nacional, Paulo Valle, disse que espera que a Petrobras tenha um bom resultado no segundo trimestre –a companhia divulga o balanço nesta quinta-feira.

Segundo ele, a estatal não deve não deve atender ao pedido para ampliar repasses à União.

A primeira parcela dos dividendos do segundo trimestre, no valor de 3,366002 por ação, será paga no dia 31 de agosto de 2022.

A segunda parcela, no valor de 3,366001 por ação, será depositada no dia 20 de setembro de 2022.

“A aprovação do dividendo proposto é compatível com a sustentabilidade financeira da companhia no curto, médio e longo prazo e está alinhada ao compromisso de geração de valor para a sociedade e para os acionistas, assim como às melhores práticas da indústria mundial de petróleo e gás natural”, disse a empresa, em nota.

Fonte: Reuters