Autoridades da capital da China alertaram nesta terça-feira que um surto de Covid-19 em casos ligados a um bar 24 horas é crítico e que a cidade de 22 milhões de habitantes está em uma “corrida contra o tempo” para controlar seu surto mais grave desde o início da pandemia.

Milhões de pessoas estão enfrentando testes obrigatórios e milhares estão sob lockdowns direcionados, apenas alguns dias depois que a cidade começou a suspender as restrições generalizadas que duravam mais de um mês para combater um surto mais amplo desde o final de abril.

Autoridades anunciaram no fim de semana um surto “feroz” de Covid ligado ao Heaven Supermarket Bar, que havia acabado de reabrir depois que as restrições ao coronavírus foram amenizadas na semana passada.

O surto de pelo menos 287 casos levantou novas preocupações sobre as perspectivas para a segunda maior economia do mundo. A China ainda se recupera de um lockdown de dois meses na cidade de Xangai que causou preocupações sobre cadeias de suprimentos globais.

“Devemos fazer tudo, correr contra o tempo”, disse He Lijian, porta-voz do governo municipal de Pequim, em entrevista coletiva, referindo-se aos esforços para conter o surto.

O consumo de bebidas e refeições na maioria dos estabelecimentos de Pequim só foi retomado em 6 de junho, após mais de um mês de medidas como apenas refeições para viagem e trabalho em casa, além do fechamento de shoppings e trechos do sistema de transporte.

Autoridades evitaram restaurar as mais duras das restrições anteriores, mas cerca de 10.000 contatos próximos dos clientes do bar foram identificados e seus prédios residenciais foram bloqueados.

Fonte: Reuters