O Bar do Victor recebeu em 2007, pelo quarto ano consecutivo, o título de melhor restaurante de pescados da cidade, conferido pelo júri da revista Veja.


O Restaurante e Bar do Victor (rua Lívio Moreira, 284, São Lourenço / 3353-1920) existe há mais de 50 anos, em Curitiba e foi a primeira casa de frutos do mar da cidade, iniciativa do catarinense de Jaraguá do Sul Victor Schiochet. Hoje, sob o comando do seu genro, Francisco Urban, está sempre se renovando. O mais novo exemplo é o recém criado Oyster Bar Champanhe, ou seja, um bar especializado em ostras acompanhadas de champanhes ou espumantes, como os existentes em importantes cidades do mundo. O novo espaço fica logo à direita de quem entra e de onde se tem ampla visão do salão principal.

O Oyster Bar funciona das 18h às 20h, a chamada happy-hour. Entre os petiscos, ostras gratinadas e naturais, consomê de caranguejo, risoto de pato com foie-gras, vieiras à provençal e creme bruillé de gorgonzola, todos criados com o toque de maestria da chef Eva dos Santos Araújo. Enquanto isso, Francisco Urban prepara o próximo passo: pratos de frutos do mar congelados para consumo em domicílio.

O salão principal do Bar do Victor, apesar de suas amplas dimensões, garante o bem-estar dos comensais, com as mesas bem distribuídas e uma grande lareira no centro, que parece repartir o ambiente com inteligência. Em toda a volta, no alto, um sistema tubular de ar condicionado cumpre sua missão de refrescar os dias e as noites mais quentes. A casa funciona para almoço e jantar de terça-feira a sábado e aos domingos, só para o almoço.

O cardápio do Victor, na verdade, é um tipo dois-em-um. Há os tradicionais petiscos como casquinha de siri, bolinhos de bacalhau, espetinhos de camarão e de peixe, as porções de camarões abraçadinhos, lulas grelhadas, mariscos ao vinagrete e ostras ao bafo, assim como os pratos completos de peixe e camarão, moquecas e até frango para quem preferir.

E há a versão mais sofisticada com a assinatura da chef Eva, como linguado ao molho de mostarda com raviolones de queijo cottage com batatas (R$ 36,00), camarão ao molho de champanhe com risoto de açafrão e maçã (R$ 42,00), bacalhau a Zanoni na brasa, homenagem ao jornalista Luiz Carlos Zanoni, especialista em vinhos (R$ 42,00) e atum fresco empanado em corn flakes, aspargos, mel e limão siciliano (R$ 39,00), todos para uma pessoa.

O Victor é dono de uma das melhores adegas de Curitiba e conta com um sommelier, o Eliseu, para orientar a clientela em relação à harmonização entre vinho e comida.