A Petrobras informou que o presidente do Conselho de Administração da estatal nomeou como presidente interino da companhia o diretor executivo de Exploração e Produção, Fernando Borges, até a eleição e posse do novo presidente, como prevê o estatuto da empresa. Nesta segunda-feira (20), José Mauro Coelho pediu demissão do cargo de presidente da empresa e renunciou ao cargo de membro do Conselho de Administração da Petrobras.

INTERINO DEVE FICAR ATÉ JULHO

No dia 23 de maio, o Ministério de Minas e Energia informou que o governo federal, como acionista controlador da Petrobras, tinha decidido pela troca do presidente da companhia. À época, o governo anunciou que José Mauro Coelho, que assumiu o cargo no dia 14 de abril, seria substituído por Caio Mário Paes de Andrade. O novo indicado precisa ser aprovado pelo Comitê de Pessoas da Petrobras, que faz a avaliação de currículo. Depois, tem que ser eleito na Assembleia Geral Ordinária da empresa. Após essa etapa, ainda terá seu nome submetido ao Conselho de Administração da companhia, onde precisará ser aprovado. A estimativa é de que Paes de Andrade assuma o cargo apenas na segunda metade de julho.

INÍCIO DO CENSO 2022

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou nesta segunda-feira (20) a coleta da Pesquisa Urbanística do Entorno dos Domicílios, que mobilizará mais de 22 mil supervisores censitários até 12 de julho. Trata-se do marco de início da operação do Censo 2022. No entanto, ainda não serão feitas entrevistas e os dados serão colhidos apenas por meio de observação. “Não é o início da visita de porta em porta, mas é a primeira operação pública de coleta de informações”, disse o diretor de Geociências do IBGE, Claudio Stenner.

INFRAESTRUTURA URBANA

A Pesquisa Urbanística do Entorno dos Domicílios é considerada fundamental porque todos os mais de 326 mil setores censitários, distribuídos pelos 5.570 municípios brasileiros, são visitados. A partir desse trabalho, são obtidas informações da infraestrutura urbana consideradas relevantes para a administração pública. Além disso, os dados acumulados permitirão atualizar mapas e identificar vias, o que contribuirá posteriormente para o trabalho dos recenseadores.

AVALIAÇÃO NAS RUAS

Os supervisores censitários vão percorrer todas as ruas de cada setor censitário que está sob sua responsabilidade. Eles deverão preencher questionários incluindo dados relacionados aos dez quesitos investigados: capacidade da via, pavimentação, bueiro e boca de lobo, iluminação pública, ponto de ônibus ou van, sinalização para bicicletas, existência de calçada, obstáculo na calçada, rampa para cadeirante e arborização.

EXPORTAÇÃO DE FRANGO

As exportações de frango atingiram o recorde, em maio, de R$ 4,48 bilhões, segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) compilados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-USP). O crescimento foi de 28,9% em relação a maio do ano passado e de 14,7% em relação a abril. Pesquisadores do Cepea apontam que o aumento do volume se deve à forte demanda por carne de frango no mercado externo, por conta da guerra na Ucrânia, país que já foi um dos maiores produtores de carne de frango da Europa, e pelos contínuos surtos de Influenza Aviária no hemisfério norte.

DIVERSIFICAR MATRIZ

A crise hídrica de 2021 trouxe muitas lições e evidenciou claramente para o Brasil que é preciso diversificar a matriz energética, pois a atual, apesar de ser uma das mais renováveis do mundo, ainda é muito dependente da água, com 54% da geração proveniente de hidrelétricas. Investir em outras fontes, especialmente as renováveis como solar e eólica, é primordial, na avaliação do Grupo Safira, um dos principais do ecossistema de energia do país.

DISPARADA NOS PREÇOS

“Nos últimos anos tivemos períodos úmidos abaixo da média histórica, o que fez disparar o preço da energia. Por outro lado, o Brasil tem se tornado referência na expansão de fontes alternativas, e a crise demonstrou que precisamos acelerar essa mudança no longo prazo, mantendo os investimentos feitos para chegar lá”, afirma Raphael Vasques, coordenador de Gestão e de Inteligência de Mercado do Grupo Safira. Ele lembra que, na fotovoltaica, o Brasil passou de 26º, em 2017, para 13º maior gerador em 2021, e, no ano passado, posicionou-se como o quarto país que mais adicionou energia solar à sua matriz.

CONSULTA AO IR

A Receita Federal deve liberar, nesta quinta-feira (23), a consulta do segundo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF-2022). A liberação dos valores acontecerá uma semana depois, no dia 30 de junho. O lote terá correção de 1% pela Selic. O primeiro lote foi pago no dia 31 de maio, destinado aos contribuintes que têm preferência no pagamento, como idosos, pessoas com deficiência e professores, e também os contribuintes que enviaram a declaração no início do prazo de entrega, em março. 1º lote: 31 de maio; 2º lote: 30 de junho; 3º lote: 29 de julho; 4º lote: 31 de agosto; 5º lote: 30 de setembro. Os pagamentos variam de acordo com a data de entrega da declaração do Imposto de Renda. Quem entregou antes, recebe primeiro.

IPC-S

IPC-S da segunda quadrissemana de junho de 2022 subiu 0,91% e acumula alta de 10,58% nos últimos 12 meses. Nesta apuração, quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição para o resultado do IPC-S partiu do grupo Habitação cuja taxa de variação passou de -0,15%, na primeira quadrissemana de junho de 2022 para 0,79% na segunda quadrissemana de junho de 2022. Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cujo preço variou -0,15%, ante -4,99% na edição anterior do IPC-S.

O QUE SOBE O QUE DESCE

Também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Vestuário (1,62% para 1,94%), Comunicação (-0,31% para -0,23%) e Educação, Leitura e Recreação (3,43% para 3,44%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: roupas masculinas (2,12% para 2,93%), serviços de streaming (0,46% para 1,09%) e passagem aérea (15,40% para 15,90%). Em contrapartida, os grupos Transportes (0,62% para 0,30%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,89% para 0,72%), Despesas Diversas (0,77% para 0,61%) e Alimentação (0,73% para 0,70%) apresentaram recuo em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, vale citar os itens: etanol (0,07% para -4,87%), artigos de higiene e cuidado pessoal (1,85% para 0,95%), serviços bancários (1,04% para 0,75%) e hortaliças e legumes (-7,09% para -8,04%).