Noivas de maio esperam a primavera

519

Como a pandemia da covid-19 alterou a agenda de casamentos desse primeiro semestre, “estamos com a agenda praticamente lotada para outubro, novembro e dezembro”, revela Jéssica Pfaffzenzeller, dona em Curitiba do Spa de Beauté, coworking para profissionais do ramo da beleza e que atende noivas e suas convidadas no dia da cerimônia.

E revela que “muitas noivas já investiram em vários itens da cerimônia e da festa e correm o risco de ter que adiar tudo para o ano que vem”. Mas as que retomaram os planos conseguem no Beauté desconto de 30% para os pacotes fechados.

O Spa de Beauté tem sete salas mobiliadas, lavatórios com ducha, cadeiras profissionais e iluminação para cabelo e maquiagem. Capacidade para até vinte pessoas. A noiva, se quiser, pode levar os profissionais de sua preferência, sem custo adicional. O spa também fornece refeições. E Jéssica destaca: “A privacidade é completa”.

Como se vê, o Dia da Noiva começa festivo antes mesmo de chegar ao altar. A publicitária Bianca Lopes,      que passou pela experiência antes da pandemia, lembra: “O dia do meu casamento foi realmente o melhor dia da minha vida! E foi especial muito antes da festa. No Spa de Beauté consegui reunir minha mãe, sogra e minhas avós, tudo com muito conforto e estrutura para ficarmos juntas e aproveitarmos todos os momentos”. Bianca saiu do spa para o altar, toda de branco, empunhando um belo buquê de rosas vermelhas. Que as noivas deste triste maio de 2020 tenham, como ela, também seu dia inesquecível – seja na primavera ou no verão.

Salão de calçados adiado para 2021

Tradicional evento em Gramado-RS, o SICC – Salão Internacional do Couro e do Calçado, depois de remarcado para julho, foi por fim transferido para maio de 2021, dias 24, 25 e 26. O cancelamento deste ano se deve ao cenário econômico decorrente do novo coronavírus que atingiu diversos segmentos nacionais e internacionais.

Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos, promotora do evento, tomou a decisão após ouvir industriais e lideranças dos sindicatos parceiros. “Nos sentimos responsáveis por todos aqueles que estão conosco nos três dias da feira. E, portanto, concluímos que agora o importante é não promover grandes movimentos, nem aglomerações, enfim agora a hora é de proteger as pessoas”, pondera.

E foi criada a plataforma eMerkator, que pretende promover a maior reunião digital do setor calçadista brasileiro, no dia 7 de julho, das 9h às 21h, quando fará sua estreia. “Pretendemos fazer os lançamentos primavera/verão 2020/2021 dos nossos expositores. Também teremos uma programação de palestras dentro do ConecTech, além de Salas de Tendências e Salas dos Patrocinadores”, diz Pletsch.  Haverá ainda uma sala projetada em 3D para navegação do lojista e do visitante. “Cada expositor terá direito a uma sala para visitação virtual com fotos, vídeos e catálogos”, adianta.

O credenciamento para acessar a eMerkator poderá ser feito em breve no site www.merkatorfeira.com.br

Moda íntima terá visão online

A organização da Felinju 2020, principal evento do ramo da moda íntima de Minas Gerais e um dos mais importantes do país, fará sua 23ª edição apenas online, de 1 a 5 de junho. Por conta da pandemia do coronavírus ainda em alta, adiado anteriormente, o salão recorre a um formato inédito e traz como tema “Os bons negócios estão conectados”.

Os desfiles, palestras e cursos virtuais, com conteúdo disponível 24 horas por dia, poderão ser acompanhados por lojistas, revendedores, compradores, consumidores finais, além de toda a cadeia produtiva no Brasil e de outros países – (www.felinjuonline.com.br).

Dezenas de empresas da cidade mineira de Juruaia, a Capital da Lingerie, estarão com seus estandes virtuais, apresentando as coleções de outono/inverno. A plataforma possibilitará integração com o e-commerce de cada expositor, onde será possível comprar os produtos expostos.

“Temos expectativas muito positivas e esperamos atrair milhares de visitantes e compradores virtuais, tornando esse evento um marco na Capital da Lingerie”, diz José Antônio da Silva, presidente da  Associação Comercial e Industrial de Juruaia, realizadora da Felinju, que nesta edição contará como embaixadora a empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza.

Por enquanto, as confecções de Juruaia (95% geridas por mulheres) encontram na produção de máscaras de pano, para proteção de contaminação do coronavírus, a possibilidade de girar a economia e garantir empregos. Há modelos com diferentes tecidos como renda e algodão, além da diversidade de cores e estampas. As máscaras podem ser comercializadas no Brasil inteiro tanto por vendedores informais, quanto por grandes varejistas. Podem ser exportadas para os 15 países que já compram de Juruaia.