No mês da mulher, INC realiza simpósio sobre dor de cabeça com foco no público feminino

281

A cefaleia, mais popularmente conhecida como dor de cabeça, afeta 99% da população mundial com pelo menos um episódio na vida. Sendo que mais de 70% das pessoas que sofrem com esse sintoma são mulheres, o que indica que o problema pode estar relacionado diretamente a fatores hormonais e genéticos, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaleia.

No mês da mulher, o Hospital INC vai discutir um dos problemas que mais afligem o público feminino. No próximo dia 6 de março, realiza o 2º Simpósio INC de Cefaleia na Mulher pelo YouTube (https://www.youtube.com/HospitalINC/), considerando o ainda necessário isolamento social devido à pandemia da Covid-19. A programação vai reunir acadêmicos e profissionais da saúde de todo o país para tratar do problema que milhões de mulheres no Brasil.

“O evento é todo voltado para falar sobre dores de cabeça nas diversas fases da vida da mulher”, informa o Dr. Paulo Faro, neurologista o INC. “Vamos falar sobre tudo o que diz respeito ao problema entre as mulheres, as fases hormonais, as etapas da vida, pós-menopausa, gestação e lactação. Vamos falar sobre como lidar com a cefaleia nessas fases”, explica. A programação é dirigida a profissionais e acadêmicos de diversas áreas da saúde. A organização é do Setor de Cefaleia e Dor Orofacial do INC e do Centro de Estudos e Pesquisas Luiz Ramina.

A cefaleia é, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaleia, um sintoma que pode aparecer em uma série de quadros clínicos como cefaleia tensional e enxaqueca, que provocam dores benignas. Contudo também é sintoma de um resfriado corriqueiro e até de uma meningite. Pode ainda surgir como uma simples dor de cabeça sem maiores consequências ou vir acompanhada de náuseas, sensibilidade a cheiros e luz, o que caracteriza as dolorosas enxaquecas.

A maior frequência em mulheres pode estar relacionada a questões hormonais, como por exemplo no ciclo menstrual, à produção intensa de hormônios durante a gestação e ainda à pressão emocional à qual a mulher é submetida nos dias atuais, em que não raro se veem meio a uma rotina de dupla jornada, com vida profissional e dona de casa.

Na lista de temas a serem discutidos no simpósio estão a diferença entre os sexos e a cefaleia; a relação entre o problema, TPM, Endrometriose e Síndrome dos Ovários Policísticos; terapias não farmacológicas na gestante com cefaleia; manejo da mulher com cefaleia na peri e pós-menopausa, entre outros.

O evento é gratuito. A programação completa está disponível em https://www.eventosinc.com.br/evento.php?evento=35

Serviço

2º Simpósio INC de Cefaleia na Mulher

Quando: dia 6 de março, das 08h00 às 17h00

Onde: no Youtube pelo link https://www.youtube.com/HospitalINC/

Inscrições: gratuitas

Acesse https://www.eventosinc.com.br/evento-inscricao.php?evento=35