O nível de emprego no 1º semestre de 2007 cresceu 5,12% no Estado do Paraná

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED/Ministério do Trabalho e Emprego e divulgados pelo DIEESE, o nível de emprego no 1º semestre de 2007 cresceu 5,12% no Estado do Paraná, gerando 95.215 vagas, com destaque para o Interior do estado e os municípios com mais de 50 mil habitantes.
Os 29 principais municípios apresentaram crescimento do nível emprego de 6,12% (79.927 vagas, 71,55% do total), em contrapartida os outros municípios apresentaram crescimento de 5,91% (31.777 vagas, 28,45 do total).
O nível de emprego apresentou crescimento 6,44% no Interior e 3,16% na RMC no 1º semestre de 2007, correspondendo respectivamente a 71.535 (75,1%) e 23.680 (24,9%) empregos criados.
Nas mesorregiões paranaenses observa-se que em cinco das dez apresentaram aumento no nível de emprego superior ao total do Estado do Paraná (5,12%), com destaque para as mesorregiões do Norte Pioneira (16,20%, 10.828 vagas), devido ao bom desempenho ocorridos nas microrregiões de Cornélio Procópio e Jacarezinho; Noroeste (15,59%, 16.016 vagas), influenciada pelo bom desempenho verificado nas microrregiões de Paranavaí e Cianorte; e a Centro-Ocidental (6,81%, 2.652 vagas), influenciado pelo bom desempenho ocorrido nas microrregiões de Campo Mourão e Goioere.
Os piores resultados no 1º semestre de 2007 foram observados nas mesorregiões do Centro Sul (1,26%, 703 vagas), conseqüência do baixo desempenho nas microrregiões de Palmas e Guarapuava; Metropolitana de Curitiba (2,96%, 23.552 vagas), influenciado pela queda de empregos na Lapa e o fraco desempenho ocorrido nas microrregiões de Paranaguá e Rio Negro; e no Oeste (3,62%, 7.142 vagas), puxado pelo baixo crescimento observado nas microrregiões de Cascavel e Foz do Iguaçu.