Turismo forte, movimenta a economia. Foto: Gilson Abreu/AEN

O Brasil será o primeiro país da América Latina a estabelecer um convênio com o Centro Nacional de Arte de Cultura George Pompidou, de Paris (França), para a construção de um museu internacional. Um dos grandes desejos do governador Carlos Massa Ratinho Junior para a Cultura irá se concretizar em Foz do Iguaçu, região Oeste, onde, na segunda-feira (27), foram assinados os protocolos de intenção com representantes da Renault do Brasil, Itaipu Binacional e prefeitura de Foz do Iguaçu.

Para o governador, um museu internacional é sempre uma iniciativa de vanguarda. Ele irá fomentar ainda mais o turismo na região, acrescentando o foco cultural em uma visita intensamente procurada por brasileiros e estrangeiros. “Estamos há dois anos e meio negociando e conseguimos. Hoje assinamos esse acordo. Será uma transformação. Será uma grande versão do Pompidou na América Latina. A cultura será um indutor do turismo porque as visitações de museus movimentam bilhões de dólares no mundo. É a cereja do bolo para Foz do Iguaçu”, comemorou o governador.

Uma equipe técnica do Centro Pompidou participará de rodadas de discussões com uma equipe paranaense sobre as necessidades e a conceitualização do espaço. Esta fase está prevista para durar dez meses. “Além do projeto do museu, é muito importante esse intercâmbio. Temos alguns artistas brasileiros expostos na França. E esse intercâmbio vai ser muito importante no futuro. O Pompidou gosta muito do Brasil e a resposta de Foz do Iguaçu sempre foi muito positiva”, afirma Marc Pottier, coordenador internacional do projeto.

Participaram do encontro o secretário da Comunicação e da Cultura, João Evaristo Debiasi; o presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin; o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile; os conselheiros da Itaipu Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior, Rodrigo Limp e José Carlos Aleluia; o deputado federal Vermelho; diretores da Itaipu e demais autoridades da região.

Com AEN