Menina dos olhos do DFB Festival, que acontece há 22 anos em Fortaleza-CE, o certame universitário Concurso dos Novos desta edição de 2022 não se furtou às questões espinhosas do Brasil. Duas coleções foram notáveis: da Universidade Potiguar, que surpreendeu  a plateia apresentando dona Maria Aciole, que na infância padeceu nas lavouras de algodão do Rio Grande do Norte, e da Universidade de Fortaleza-Unifor, que buscou a imagem da Maria da Penha para tramar o drama do feminicídio.

As coleções vencedoras, com o tema central 100 por cento Algodão, foram da Faculdade Santa Marcelina-SP (1º lugar), Senac Sergipe (2º) e FBUni-CE (3º). Para Cláudio Silveira, criador do DFB, o certame é importante por que, ao incentivar novos talentos, contribui para a oxigenar o mercado.

Os alunos do curso de moda da Universidade Potiguar assinaram a coleção Imanências das Marias, contra exploração do trabalho infantil. O trabalho reportou silhuetas antigas e o trabalho manual através de retalhos e fuxico. O jornalista Augusto Bezerril, de Natal-RS, apurou que a aluna Giovana Aciole, integrante da equipe coordenada pela professora Aline Freire, é neta de dona Maria Aciole, coroando a desfile-denúncia.

A coleção dos alunos de Design e Moda da Unifor valeu-se de muitos fios de algodão (proposta central do concurso) tanto nos trajes quanto nos acessórios criados em parceria com a marca Jana Iná para expressar dor, cabelos femininos arrastados no chão, sangue derramado. É a Lei Maria da Penha e as tramas do feminicídio virando tema de uma moda engajada. A força e agilidade das aves de rapinas, simbolizadas nas bolsas, brincos e colares, expressam também a reação feminina à submissão.

Os dois desfiles foram felizes em conceituar a dignidade da luta pela justiça social com a doce e forte imagem de dona Maria Aciole e da representação da cantora Elsa Soares dotada de angelicais asas tramadas de linha.

Arte vestível do NovoLouvre está no museu

A curitibana NovoLouvre, que tem a arte e a arquitetura no seu DNA, apresenta peças na loja do Museu Oscar Niemeyer. A diretora-artística da marca, a arquiteta Mariah Salomão, selecionou as roupas inspiradas na obra da artista Daniela Busarello, que está expondo no MON. “A ideia é relacionar as peças da NovoLouvre com artistas que têm suas obras no museu. Numa próxima temporada já está prevista a coleção inspirada na obra da Guita Soifer”, adianta Mariah.