O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) liberou uma linha de crédito, no valor de R$ 10 milhões, para os pequenos agricultores paranaenses reunidos em associações e cooperativas


O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) liberou uma linha de crédito, no valor de R$ 10 milhões, para os pequenos agricultores paranaenses reunidos em associações e cooperativas. Os recursos vão financiar capital de giro e projetos para a comercialização de produtos e de agregação de valor na produção de alimentos.
Os recursos foram anunciados durante a reunião de avaliação de propostas para o apoio da agricultura familiar no Paraná, realizada na quinta-feira (13) entre integrantes do governo federal e do governo do Paraná. “Foram consolidadas várias propostas para beneficiar a agricultura familiar, que será fortalecida no Paraná”, disse o secretário da Agricultura e do Abastecimento Valter Bianchini.
Participaram do encontro o secretário nacional da Agricultura Familiar, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Adoniram Sanches Peraci; o secretário nacional da Segurança Alimentar e Nutricional, do Ministério do Desenvolvimento Social, Onaur Ruano; o secretário nacional de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, do Ministério da Ciência e Tecnologia, Joe Carlo Viana Valle; e representantes da Emater, Iapar e Ceasa.
Entre as propostas acolhidas pelo governo federal está o apoio ao Iapar e à Emater para projetos da Rede de Referência e de Produção e Distribuição de Sementes Crioulas para os próximos anos, no Estado. As Redes de Referência funcionarão em unidades demonstrativas que serão utilizadas para encontros e debates sobre os avanços da pesquisa e da extensão rural dirigida à agricultura familiar.
Segundo Bianchini, as propostas irão beneficiar principalmente os grupos de agricultores que não têm organização consolidada e, por isso, enfrentam dificuldades no acesso ao mercado. “Agora, com linhas de crédito para o capital de giro e para o beneficiamento de seus produtos terão mais condições de agregar valor à produção”, afirmou.