O Boletim Focus do Banco Central (BC), divulgado ontem, aponta uma expectativa de 3,99% para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) neste ano.

Marcio Ferreira
da redação

O Boletim Focus do Banco Central (BC), divulgado ontem, aponta uma expectativa de 3,99% para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) neste ano. A previsão é de analistas de mercado e de instituições financeiras consultados pelo BC na semana passada.

A taxa esperada para o índice de preços fica abaixo da meta estipulada pelo governo federal, por meio do Conselho Monetário Nacional (CMN), de 4,5%. A opinião dos analistas desta semana representa a quarta semana consecutiva de alta na previsão de preços. Na pesquisa anterior, a expectativa era de 3,92%.

A entressafra agropecuária, que fez pressão no aumento de preços de alguns produtos agrícolas como carne e leite, foi um dos motivos que causaram o crescimento na previsão da inflação. Segundo o boletim do BC, o IPCA deste mês deve ficar em 0,29%, e não mais 0,27% como foi projetado na semana anterior; e manterá o mesmo patamar em outubro. Já a inflação estimada para os próximos 12 meses caiu de 3,74% para 3,71%.

O IPCA é usado pelo governo federal para definir as metas de inflação. A projeção do índice está um pouco acima da inflação na capital paulista. O Índice de Preços ao Consumidor, medido pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (IPC-Fipe) da Universidade de São Paulo (USP), manteve o cálculo de 3,94%.

A expectativa dos analistas é de estabilidade também para os preços administrados por contrato ou monitorados (combustíveis, energia elétrica, telefonia, educação, medicamentos e outros) que devem encerrar 2007 com correção acumulada de 2,5%, com possibilidade de subir para 3,50% no ano que vem.