Marco Aurélio diz que CPI da Covid é ‘palco político’: ‘Fico pasmo’

270

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, disse que nesta sexta-feira (18), que a  (Comissão Parlamentar de Inquérito), da Covid, ‘é um palco político’. O magistrado criticou ainda que a forma que os depoentes são tratados na CPI.

“Fico pasmo com algumas colocações, inicialmente quanto a forma de tratar [os depoentes], as vezes abandonando a urbanidade com os convocados. Mas é o sistema, sabemos que o Senado é uma casa política, como é a Câmara, e há essa visão prospectiva visando o êxito na eleição seguinte, onde cada qual quer aparecer mais do que o outro”, disse Marco Aurélio.

Perguntado sobre a avaliação que faz a respeito da atual situação do Brasil na pandemia,  Marco Aurélio respondeu que não seria possível fazer previsões sobre a pandemia em si, mas que daria para prever o “desempenho do presidente Jair Bolsonaro”. “Mas ele foi eleito com [aproximadamente] 47 milhões de votos”, acrescentou.

O decano fez críticas ao comportamento do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia. “Quando ele menosprezou a crise de saúde, deu um péssimo exemplo e não estimulou a população a tomar cuidados com a pandemia”, disse. “Mas ele foi eleito com 57 milhões de votos.”