O Rio de Janeiro já pode contar com um novo conceito de guia de turismo on line. Desde setembro de 2006, está no ar o portal MaPilot (www.mapilot.com).

O portal oferece opções de busca por tradicionais setores turísticos, como gastronomia, hotelaria, lazer e cultura. Mas isso é só o básico. Lá, os turistas podem encontrar dados sobre transportes, comércio, serviços, saúde, beleza e utilidades públicas. Dentro desses tópicos, a lista é grande. Ela vai de academias e cursos de idiomas a lavanderias e agências de viagens, passando por consulados, lojas e postos policiais. Além disso, as opções incluem novidades que podem ser muito úteis para estrangeiros em situações de emergência, como médicos que atendem em inglês, alemão, espanhol ou francês, por exemplo.

A idéia por trás do MaPilot é simples: facilitar o acesso gratuito a informações turísticas sobre o Rio de Janeiro, reunindo todas elas em um só espaço. O diferencial? Fornecer os dados em seis idiomas – português, inglês, espanhol, francês, alemão e italiano. Se antes o turista precisava visitar diversas páginas na internet para reunir um montante satisfatório de informações sobre determinado ponto turístico carioca em seu idioma nativo, isso já não se faz mais necessário. “Cerca de 80% dos europeus usa a internet como fonte de informação no planejamento de suas viagens. Queríamos que o turista sentisse que o site foi feito especialmente para ele, na sua língua”, explica um dos sócios da empresa, o alemão Thomas Klein.

Desenvolvido inicialmente nos bairros de Copacabana e Leme, o projeto se expandiu e agora contempla praticamente toda a zona Sul do Rio de Janeiro: Humaitá, Botafogo, Urca, Ipanema, Leblon, Jardim Botânico, Gávea e Lagoa. Em seguida, devem entrar no ar o Centro, a Lapa e Santa Teresa. Contando só os dois bairros iniciais, são cerca de 400 pontos exibidos através de ícones localizadores. “O trabalho de atualização e aperfeiçoamento é constante. Estamos sempre incluindo novos pontos no guia que sejam interessantes para os turistas”, enfatiza Klein.

Um dos focos atuais é a inclusão de alternativas para o turismo de aventura. Escolas de mergulho, alpinismo e montanhismo passam a fazer parte da lista de opções no MaPilot, além de vias de escalada, trilhas, ciclovias e serviço de jeeptour. “Nossa tecnologia ainda nos permite explorar muitas possibilidades dentro do guia. Estamos, por exemplo, incluindo roteiros turísticos. Se o visitante quiser conhecer o Jardim Botânico, ele pode consultar um trajeto que englobe todos os atrativos que o parque oferece”, ressalta Thomas. O visitante também pode montar seu próprio roteiro, reunindo todas as informações que lhe interessam e imprimindo esse arquivo ou enviando para si mesmo através de um e-mail. O projeto conta com o apoio das principais entidades do trade turístico nacional e carioca, como a Embratur (que emprestou seu selo atestando a credibilidade do site), a RioTur e o SindRio.

A navegação e a linguagem do site são simples e eficientes, mesmo para quem não é usuário assíduo da internet. Além dos diversos níveis de filtro para a busca, um zoom poderoso permite a visualização quase fotográfica da localização dos pontos – baseada nas imagens em alta resolução do satélite Quickbird. Em janeiro deste ano, o site contabilizou 6 mil visitas. Desses visitantes, mais de 65% eram estrangeiros.

A filosofia da empresa prima pela qualidade – atestada pessoalmente pelos sócios. “Posso assegurar que visitei todos os pontos de Copacabana que constam no site. Incluímos locais com infra-estrutura adequada para receber um turista, mas, para atender a públicos variados, de diferentes faixas etárias e classes sociais, também priorizamos a diversidade de opções para a escolha do turista”, afirma o suíço Enzo Zwahlen. Esse zelo parece ser reflexo do prazer de trabalhar que une o alemão e o suíço ao sócio brasileiro Guilherme Pedrosa. “Mas somos todos cariocas, se não de origem, de alma”, brinca Klein. Entre os amigos, a torcida é que o futuro se pinte amplo e irrestrito. “Não faltam projetos de expansão, de fazer do MaPilot um portal de informações de qualidade sobre centros turísticos brasileiros e latino-americanos”, prevê.