Mank lidera indicações ao Oscar 2021

451

Com dez indicações, Mank, que não brilhou no Globo de Ouro, recebeu dez indicações ao Oscar 2021, cuja cerimônia da 93ª edição será em 25 de abril (era para ser sido em 28 de fevereiro). O anúncio foi feito nesta segunda-feira 15, destacando-se ainda os filmes Minari, Nomadland (o favorito), Meu pai, Judas e o messias negro, Os 7 de Chicago (com seis indicações cada) e O som do silêncio, Bela vingança (pode surpreender) e A voz suprema do blues (com cinco indicações cada). E pela primeira vez a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood Academia de Hollywood  indica duas mulheres a melhor direção.

Outro destaque: já premiado postumamente no Globo de Ouro e no Prêmio dos Críticos, Chadwick Boseman (1976-2020) recebeu a sexta indicação póstuma de um ator na categoria principal em 93 edições do Oscar. A lembrar: apenas Peter Finch (1916-1977) ganhou, em 1977, por Rede de intrigas. E, infelizmente para o cinema brasileiro, Bacurau não entrou na lista de melhor filme internacional.

A cerimônia, como vem ocorrendo nas principais premiações devido à pandemia do coronavírus, será presencial com transmissão ao vivo de vários locais. Ainda devido à Covid-19 que fechou cinemas, o Oscar pela primeira vez aceitou inscrições de filmes transmitidos apenas pela internet, como é o caso de Mank (Neflix) e da maioria dos selecionados.

Os indicados são:

Melhor filme

Nomadland

Meu pai

Judas e o messias negro

Mank

Minari

Bela vingança

O som do silêncio

Os 7 de Chicago

Melhor atriz

Viola Davis – “A voz suprema do blues” (na torcida)

Andra Day – “Estados Unidos Vs Billie Holiday”

Vanessa Kirby – “Pieces of a woman”

Frances McDormand – “Nomadland” (a favorita)

Carey Mulligan – “Bela vingança”

Melhor ator             

Chadwick Boseman – “A voz suprema do blues” (favorito)

Riz Ahmed – “O som do silêncio”

Anthony Hopkins – “Meu pai”

Gary Oldman – “Mank”

Steve Yeun – “Minari”

Melhor direção

Chloé Zhao – “Nomadland” (favorita)

Thomas Vinterberg – “Druk – Mais uma rodada”

David Fincher – “Mank”

Lee Isaac Chung – “Minari”

Emerald Fennell – “Bela vingança”

Melhor atriz coadjuvante

Maria Bakalova – “Borat: fita de cinema seguinte”

Glenn Close – “Era uma vez um sonho”

Olivia Colman – “Meu pai”

Amanda Seyfried – “Mank”

Yuh-Jung Youn – “Minari”

Melhor ator coadjuvante

Sacha Baron Cohen – “Os 7 de Chicago” (na torcida)

Daniel Kaluuya – “Judas e o messias negro”

Leslie Odom Jr. – “Uma noite em Miami”

Paul Raci – “O som do silêncio”

Lakeith Stanfield – “Judas e o messias negro”

Melhor filme internacional

DRUK

– Mais uma rodada (Dinamarca) (favorito)

Shaonian de ni (Hong Kong)

Collective (Romênia)

O homem que vendeu sua pele (Tunísia)

Quo vadis, Aida? (Bósnia e Herzegovina)

Melhor roteiro adaptado

Borat: fita de cinema seguinte

Meu pai

Nomadland

Uma noite em Miami

O tigre branco (na torcida)

Melhor roteiro original

Bela vingança

Judas e o Messias negro

Minari

O som do silêncio

Os 7 de Chicago

Melhor figurino

A voz suprema do blues

Emma

Mank

Mulan

Pinóquio

Melhor trilha sonora

Destacamento Blood (muito bom filme, mas ignorado)

Mank

Minari

Relatos do mundo

Soul

Melhor animação

Dois irmãos: Uma jornada fantástica

A caminho da lua

Shaun, o Carneiro: O Filme – A fazenda contra-ataca

Soul (favorito)

Wolfwalkers

Melhor curta de animação

Burrow

Genius Loci

If anything happens I love you

Opera

Yes people

Melhor curta-metragem em live action

“Feeling through”

“The letter room'”

“The present”

‘”wo distant strangers”

“White Eye”

Melhor documentário

“Collective”

“Crip camp”

“The mole agent”

“My octopus teacher”

“Time”

Melhor documentário de curta-metragem

“Collete”

“A concerto is a conversation”

“Do not split”

“Hunger ward”

“A love song for Natasha”

Melhor som

Relatos do mundo

Greyhound: Na mira do inimigo

Mank

Soul

O som do silêncio

Canção original

“Fight for you” – Judas e o messias negro

“Hear my voice” – Os 7 de Chicago

“Husa’vik” – Festival Eurovision da Canção: A saga de Sigrit e Lars

“Io sì” – Rosa e Momo (vencedora do Globo de Ouro)

“Speak now” – Uma noite em Miami

Maquiagem e cabelo

Emma

Era uma vez um sonho

A voz suprema do blues (na torcida)

Mank

Pinóquio

Efeitos visuais

Problemas monstruosos

O céu da meia-noite

Mulan

O grande Ivan

Tenet

Melhor fotografia

Mank

Judas e o messias negro

Relatos do mundo

Nomadland

Os 7 de Chicago

Melhor edição

Meu pai

Nomadland

Bela vingança

O som do silêncio

Os 7 de Chicago

Melhor design de produção

Meu pai

A voz suprema do blues

Mank

Relatos do mundo

Tenet