A Linha Verde é uma avenida que está sendo construída pela Prefeitura na antiga BR 116. A primeira etapa, já em obras, terá 9,4 quilômetros do Pinheirinho ao Jardim Botânico

Durante encontros sobre a Linha Verde promovidos pela Prefeitura de Curitiba, de 20 de agosto a 4 de setembro, nas nove administrações regionais, moradores e trabalhadores do entorno da antiga BR 116 falaram dos perigos e de acidentes graves ocorridos na antiga rodovia e das boas expectativas em relação à nova avenida, que, na opinião dos participantes, irá melhorar o tráfego e dar maior segurança a motoristas e pedestres. "A Linha Verde irá unir a cidade, melhorar o tráfego e abrir novas possibilidades para o comércio", afirma o prefeito Beto Richa.
A Linha Verde é uma avenida que está sendo construída pela Prefeitura na antiga BR 116. A primeira etapa, já em obras, terá 9,4 quilômetros do Pinheirinho ao Jardim Botânico e representa um investimento de R$ 121 milhões.
Ao fim de cada reunião, os técnicos que coordenam o programa de multiplicadores de informações sobre a Linha Verde fizeram a mesma pergunta aos presentes: O que a BR 476 (antiga 116) te faz lembrar? Nas respostas, um sentimento comum a todos: A BR é uma ameaça assustadora para quem mora ou trabalha por ali.
"Em um ano, vi mais de 100 pessoas serem atropeladas", contou um dos participantes do encontro na Regional Cajuru. Outro depoimento, na mesma reunião, fez uma triste comparação: "Em frente à minha casa é um verdadeiro açougue". "Na infância, eu levava leite do Boqueirão para a cidade. Mas hoje, só há perigo e insegurança para quem precisa transitar pela rodovia todos os dias", disse um participante da reunião na Regional Boqueirão.