Líderes da região Ásia-Pacífico prometem se empenhar no combate à pandemia

323

Os líderes de 21 países e territórios da região Ásia-Pacífico prometeram utilizar todos os meios à sua disposição no combate à pandemia do coronavírus.

Uma declaração foi emitida, na sexta-feira, na reunião de cúpula do fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec). O encontro online foi presidido pela Malásia. Japão, Estados Unidos e China também participaram da cúpula.

Os líderes concordaram que a pandemia é uma das crises econômicas e sanitárias mais desafiadoras da era moderna.

O comunicado diz, “Continuaremos a trabalhar juntos para usar todos os instrumentos políticos disponíveis para dar apoio à resposta inclusiva, efetiva e contínua para a Covid-19”.

Os líderes afirmaram também que reconhecem “a importância de um ambiente de comércio e investimento livre, aberto, justo, não discriminatório, transparente e previsível” para promover crescimento durante a crise.

A declaração é a primeira do gênero desde 2017. Não houve emissão do comunicado em 2018 por conta da tensão entre os Estados Unidos e a China. O encontro do ano passado foi cancelado devido ao distúrbio no Chile, que presidia a cúpula.

Na reunião, o premiê japonês, Suga Yoshihide, afirmou que a promoção de liberdade de comércio e investimento, assim como a maior conectividade com base nas regras internacionais, irão ajudar na promoção de uma região Indo-Pacífico livre e aberta. Ele disse que planeja fomentar livre comércio na região Ásia-Pacífico, por meio da implementação integral do pacto comercial Parceria Transpacífica.