Representantes de países e grupos participantes da segunda Cúpula Global da Covid-19 prometeram contribuir com mais de 3 bilhões de dólares para esforços voltados a conter a pandemia do coronavírus e em preparação para futuras crises sanitárias.

O encontro online foi realizado na quinta-feira. Estados Unidos e outras nações foram os coanfitriões e a cúpula contou com a presença de representantes de diversos países, organizações internacionais e ONGs. Entre eles, estava um representante do Japão.

Em uma mensagem de vídeo, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou: “Ainda há muito o que fazer. A pandemia não acabou”. E acrescentou: “Esta cúpula é uma oportunidade de renovarmos nossos esforços, e de nos empenharmos no que diz respeito a manter esta pandemia sob controle e em prevenir futuras crises sanitárias”.

Em declaração, a Casa Branca divulgou que mais de 2 bilhões de dólares serão gastos em medidas que objetivam acelerar programas de vacinação em países em desenvolvimento. Mais de 960 milhões de dólares devem ser destinados a um fundo a ser estabelecido pelo Banco Mundial em preparação para futuras pandemias.

A primeira cúpula foi realizada em setembro passado. A Rússia participou do evento de então. Mas este ano o país não foi convidado para o encontro online devido à invasão da Ucrânia.