Justa Trama está de parabéns

373

Uma das boas atrações do Projeto Conexão Criativa e Comercial do Inspiramais, que nesta edição está online, a Cooperativa Central Justa Trama, composta por 600 mulheres e homens agricultores, fiadores, tecedores, costureiras, artesãos, coletores e beneficiadores de sementes de algodão orgânico, festeja 15 anos de vida. Essa cadeia produtiva, do plantio do algodão agroecológico à comercialização das peças, tem produção no Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Ceará e Rondônia.
E a cooperativa comemora o aniversário trabalhando: lança uma coleção de roupas (calças, moletons, camisetas, lençóis), brinquedos infantis e jogos pedagógicos, além da linha Eco Corporativos, destinada a empresas socialmente justas e ambientalmente responsáveis. São camisetas, aventais, eco bags, máscaras e embalagens que podem ser personalizados com a marca de cada empresa (a Justa Trama possui serigrafia própria).
“Estamos trabalhando para aperfeiçoar todas as etapas e processos da produção e sensibilizar as pessoas para o consumo consciente, comprando produtos que preservam o planeta”, diz Nelsa Nespolo, fundadora da Justa Trama.
E o trabalho rende presentes: mesmo com a crise econômica provocada pela pandemia, a Justa Trama , de janeiro a agosto de 2020, teve faturamento de 428,9 mil reais. No mesmo período do ano passado, o valor foi de R$ 159,5 mil – um crescimento de 169%.
“Tivemos uma venda muito boa de produtos corporativos no início do ano: sacolas para colocar calçados, que, inclusive, foram para a exportação. Também estamos tendo vendas significativas de tecidos para outras marcas que produzem peças feitas a partir de algodão orgânico, além das máscaras em função da pandemia”, relaciona Nelsa Nespolo. Nesta temporada, foram vendidas mais de 70 mil máscaras de algodão orgânico.
Justa Trama nasceu com um nobre objetivo: convencer as pessoas de que usar uma roupa orgânica é fazer justiça social e diminuir a desigualdade. “Cada um pode fazer a sua parte para a preservação do meio ambiente. Principalmente neste ano em que o Brasil, na contramão de outros países, vem liberando diversos agrotóxicos. Nós somos o contraponto disso. Acreditamos que é possível comprar uma roupa orgânica, que tem um cuidado especial dentro de toda a cadeia produtiva”, conta Nelsa, que conta, em Porto Alegre, com 24 mulheres, que atuam no corte, costura, bordados, serigrafia, tingimento e controle de estoque.
Justa Trama, assim, se ajusta no Projeto Conexão Criativa e Comercial do Inspiramais, que visa viabilizar oportunidade de negócios para as propostas vindas da biodiversidade brasileira, com proteção à natureza.
Confira Justa Trama no salão Inspiramais até 30 de setembro, em https://inspiramaisdigital.com.br . E a coleção está disponível para venda em: http://justatrama.com.br/

Melissa dos sonhos
Um cintilante abotinado está entre as novidades da Melissa para a edição de primavera da coleção Dreamers, dividida em etapas com o tema “poder transformador dos sonhos”. Há uma série de produtos próprios, parcerias e licenciamentos: Melissa Croco Platform, Melissa Coturno e Melissa Wide. Em lançamento também Mini Melissa Chelsea Boot e Mini Melissa Papete Rider para as crianças.
Esse coturno é cintilante porque vale-se de do glitterr dourado, mas disponível também em rosa-chá. E custa 249,90 reais.

Alto da XV Mall abre em outubro
Está agendada para 28 de outubro a inauguração do Alto da XV Mall, onde funcionou o Polloshopping em Curitiba (Rua Camões, 601). Contará com um mix de cerca de 180 lojas de diferentes segmentos como vestuário, calçados, telefonia, beleza, praça de alimentação, utensílios, acessórios, etc.
A Cia Iguaçu é a proprietária do empreendimento, que será administrado pela Argo Desenvolvimento & Gestão, responsável pelo gerenciamento de dezenas de shopping centers em sete estados. Ana Ades, a superintendente, diz que o Alto da XV Mall abre seguindo todos os protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades sanitárias devido à pandemia, com a vantagem de ser uma edificação de piso único com várias portas de acesso que permanecerão abertas para favorecer a circulação do ar.

Clube de Costura
Iniciativa nascida em Goiás, o Clube de Costura desenvolveu a Biblioteca de Moldes, espaço digital que disponibiliza gratuitamente diversos moldes e está aberta para que colaboradores possam enviar e compartilhar seus trabalhos. “Nossa ideia foi de criar um espaço de construção e de troca no qual profissionais, aspirantes e interessados no mundo da moda também consigam ter acesso a diferentes tipos de materiais e referências. Por exemplo, atualmente já contamos com moldes para a fabricação de máscaras, bolsas e saias”, diz Paula Garcia, gerente do Clube de Costura.
Para acessar, o link do Instagram é @clubedecostura (https://materiais.clubedecostura.com.br/biblioteca-de-moldes). Já para compartilhar moldes, contato em WhatsApp (62) 98591-6597.