JARDIM DE CASA, plante essa moda

481

A pandemia de Covid 19 dá asas à imaginação para se sobreviver  financeiramente. Artista iluminador, setor de trabalho dos mais afetados e menos assistido no país, Lucas Amado partiu para a moda do lar. Ou seja, criou o projeto Jardim de Casa, com sua filha Nina, com o qual realiza cultivo,  manuseio  e venda  de plantas  em vasos, em Curitiba.

Foi assim: “Vi   minha   renda   e profissão sumindo da noite para o dia e, como um bom capricorniano, em 30 dias de recolhimento, comecei um novo projeto com a minha filha, buscando inclusive estar mais   próximo   a   ela   e   incentivá-la   para   que   passemos   juntos   e   fortes   por   esse momento difícil”.

Eles usam a “estética do cimento urbano” para a criação de seus vasos personalizados. O resultado é bem interessante: o contraste do cimento cru com a planta remete à ideia do encontro harmônico da selva de pedra com o reino vegetal.

A cada semana, pai e filha criam novos   modelos   de vasos de jardins e de hortas de apartamento, além de, toda quarta-feira, “iluminar” o Instagram do Jardim de Casa, canal de venda ao lado do Facebook e do Whatsapp (41- 99614.2039). Os vasos custam a partir de 24 reais com o frete a 3 e 5 reais, atendendo toda a cidade.

Flores para colorir hospitais

A Esalflores, grande empresa de jardinagem de Curitiba, presenteou dois mil buquês de flores para   médicos,   enfermeiros,   socorristas   e   auxiliares   dos hospitais Evangélico, do Trabalhador, Vitória, Rocio, e   Ônix. “É um gesto de carinho e total reconhecimento e gratidão aos profissionais que têm encarado a pandemia de frente e lutado diariamente pelo bem da população”, diz Bruno José Esperança, diretor geral da floricultura. Cada   arranjo   foi entregue acompanhado de um cartão de agradecimento, assinado por clientes e enviados à Esalflores pelas redes sociais.

SICC virtual entra na próxima estação

Nesta terça-feira, dia 7, das 9h às 21h, a Merkator Feiras e Eventos  realiza o primeiro grande encontro digital do setor calçadista. Será a edição 2020 do SICC- Salão Internacional do Couro de Calçado, que vai lançar a temporada primavera/verão 2020/2021 apenas online devido à pandemia do coronavirus. Credenciamento em https://emerkator.com.br.

A programação é a seguinte: Painel Tendências, das 9h15 às 9h45; Fred Rocha fala do “O futuro do seu negócio depende de você hoje” das 10h às 11h30; a Universidade Feevale apresenta Painel Economia das12h15 às 13h; Juan Pablo Boeira traz a palestra “Innovação Frugal, Uma nova metodologia de inovação mais rápida e mais barata para tempos de crise”, das 13h15 às 14h15.

Caito Maia, dono da Chiili Beans, apresenta  “A loja do futuro: o varejo voltará muito mais forte!”, das 14h30 às 15h30, Dayana Wasem fala “Como montar uma estratégia de compra personalizada” entre 16h45 e 17h45. Maicon Dias faz a palestra “Na mente do consumidor” das 18h às 19h, o patrocinador Linx SetaDigital apresenta “Painel Tecnologia” das 19h15 às 20h, e, encerrando o dia,  Rossandro Klinjey mostra como o Equilíbrio emocional é a chave para qualquer recomeço”.

As marcas calçadistas vão mostrar suas coleções em um espaço individual, projetado em 3D para a navegação do lojista e do visitante, tendo disponibilidades de exposição de fotos, vídeos e catálogos virtuais. “Acreditamos que os nossos expositores vão conseguir uma audiência expressiva dos lojistas de todo o país e de importadores”, diz Frederico Pletsch, diretor da Merkato.

O SICC acontece em parceria com os sindicatos da Indústria de Calçados de Estância Velha, Ivoti, Igrejinha,  Novo Hamburgo,  Parobé,  Sapiranga e  Três Coroas.