Japan House exibirá sete mil balões da criativa Daisy Balloon

318

Fotos de Marina Melchers

A partir

de 28 de setembro, a Japan House São Paulo apresenta a instalação inédita Equilíbrio, com mais de sete mil balões, feita pela dupla japonesa Daisy Balloon, conhecida pelas obras de grande impacto visual que encantam ao redor do mundo. Pela primeira vez na América Latina, Rie Hosokai, artista especializada em balões, e Takashi Kawada, diretor de arte e designer gráfico, se inspiraram nos ciclos da natureza para criar a obra que se transformará com o passar das semanas, marcando a inevitabilidade da passagem do tempo.

A dupla, conhecida por criar projetos em diferentes formatos, que vão desde vitrines, editoriais de moda, vestidos, vasos de plantas e peças publicitárias, também se destaca pela ocupação de espaços com instalações artísticas de grande porte, como a que poderá ser vista em SãoPaulo. Seus trabalhos se notabilizam pela utilização de balões de fabricação própria, o que confere grande ineditismo às obras.

Com onze metros de comprimento e mais de três de altura, a instalação idealizada exclusivamente para a área expositiva do térreo (site specific) da Japan House São Paulo traz balões desenvolvidos em conjunto com a Yokohama Balloon. Os balões são cobertos com uma camada externa de película polarizada e quando a luz incide na instalação, revela-se no espaço expositivo um espectro de cores imanentes em um efeito semelhante ao da aurora boreal.

O formato orgânico também chama atenção e causa uma contraposição aos materiais sintéticos. “A forma da instalação sugere o percurso do ciclo da água, como se os balões fossem gotículas de água e nuvens subindo no ar para se transformar em chuva e precipitar de volta ao chão”, explica Natasha Barzaghi Geenen, curadora da exposição e diretora cultural da Japan House São Paulo.

A instalação resulta em admirável impacto visual e oferece ao visitante uma experiência imersiva única, já que será permitido passear por ela seguindo um percurso definido.

“O público poderá presenciar a passagem do tempo ao longo da exposição de uma forma diferente, já que a tendência é que os balões murchem e modifiquem a instalação de forma sutil a cada dia. A obra condensa muitos conceitos e formas de pensamento típicos japoneses, valoriza o equilíbrio e a harmonia, simboliza de maneira poética a passagem do tempo, reforça a importância e fascínio pelas inexoráveis regras da natureza ao mesmo tempo que, com o uso de balões que desafiam sua essência efêmera, também aborda uma dualidade constante que nos permeia.”, ressalta Natasha.

O Daisy Balloon ganhou os olhares do mundo em 2013 com a produção do icônico vestido DNA dress para a cantora islandesa Björk. Mesmo antes disso, a dupla já apostava em produções que abrangem desde instalações de grande porte até a confecção de vestidos, fascinando o público pela complexidade dos detalhes que remetem a estruturas arquitetônicas efêmeras. Sua pesquisa cotidiana consiste em, a partir de temas filosóficos, interagir com pessoas e objetos.

A artista Rie Hosokai, especializada em balões, e o diretor de arte e designer gráfico Takashi Kawada, ambos nascidos em 1976, criaram o Daisy Balloon em 2008, almejando com sua temática aguçar a percepção humana e explorar as diferentes materialidades.

A produção, que abrange desde instalações de grande porte até a confecção de vestidos, tem fascinado o público pela complexidade dos detalhes que remetem a estruturas arquitetônicas.

Imperdível:

de 28 de setembro a 28 de novembro de 2021

Entrada gratuita

Reserva online antecipada (opcional): https://agendamento.japanhousesp.com.br/

Avenida Paulista, 52

Terça a sexta-feira, das 10 às 17h

Sábados, domingos e feriados  das 9 às 18h

※Devido ao coronavírus, estamos funcionando com capacidade reduzida. Para mais informações, acesse o site da Japan House São Paulo.

A exposição Equilíbrio conta com recursos de acessibilidade como audiodescrição, libras e elementos táteis, além de uma proposta de mediação especial desenvolvida pela equipe do Educativo da Japan House São Paulo. Inclusive, a instituição acaba de receber o Selo de Acessibilidade Arquitetônica, concedido pela Prefeitura de São Paulo, via Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo. A mostra também irá ocupar as redes sociais da instituição, trazendo conteúdos especiais sobre o projeto no ambiente virtual, como palestras e conteúdos exclusivos sobre os artistas.